EDITORIAL Educação Ambiental: Insurgências, Re-Existências E Esperanças

CELSO SÁNCHEZ, Bárbara Pelacani, Inny Accioly

Resumo


O artigo aborda os desafios da educação ambiental no atual contexto de pandemia do corona vírus, de intensificação da degradação ambiental e de recorrência de eventos climáticos extremos. Apresenta o dossiê “Educação Ambiental: Insurgências, Re-Existências e Esperanças” e promove um diálogo entre os autores, com vistas a desenhar caminhos para uma educação ambiental construída na luta e para a luta dos movimentos populares pelos direitos à terra, à água, ao meio ambiente equilibrado, à saúde e educação. Defende-se que a educação ambiental crítica desempenha um importante papel ao promover reflexões sobre o modelo de sociedade, as relações dos humanos com o ambiente e as outras espécies, a desigualdade no uso dos recursos naturais e o desproporcional impacto dos danos ambientais nas populações marginalizadas. Tais reflexões se fazem essenciais para os enfrentamentos que se fazem necessários no pós-pandemia, em um tempo histórico em que o lucro dos capitalistas se coloca acima do valor da vida.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/resa2020.v0i0.a43012

Apontamentos

  • Não há apontamentos.