Enredando lutas cotidianas: dispositivos de saúde pela cidade

Arielle Rocha de Oliveira Silva, Camila Lenhaus Detoni, Diego Arthur Lima Pinheiro, Joana Paula Pereira, Lutz Franthesco da Silva Rocha, Natalia Mendonça Magalhães, Nathalia Galvão Valejo, Tatiany Ribeiro Haacke, Sonia Pinto Oliveira

Resumo


A partir das experiências de intervenções em serviços públicos de saúde e em outros setores da cidade, este trabalho afirma uma prática oficineira descentralizada capaz de compor na construção de redes sociais, servindo de instrumento de análise e possibilitando a invenção de modos de vida e afirmação de singularidades. As intervenções na cidade abrem caminhos para mudanças nos processos em curso e contribuem para a produção de saúde/cidadania por meio da potência conectiva das lutas. O enlace dessas temáticas visa ampliar o campo problemático da atenção psicossocial e fortalecer a luta antimanicomial no Espírito Santo, apostando em novas formas de atuação.

Palavras-chave


luta antimanicomial; redes sociais; oficinas; intervenções urbanas; saúde.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: