Produção científica sobre psicoterapias na base de dados PePSIC (1998/2007)

Fabiana Pessini Pinto, Tales Vilela Santeiro, Fabíola Ribeiro de Moraes Santeiro

Resumo


Objetiva a análise da produção científica publicada no período entre 1998 e 2007 sobre psicoterapia, considerando as variáveis: distribuição das publicações ano a ano; periódicos; quantidade e sexo dos autores; tipos de pesquisa (empíricas ou outros tipos); enfoque teórico das produções; afiliação institucional dos autores; e estratégias de avaliação psicológica utilizadas. O material é constituído de artigos publicados em periódicos científicos indexados à base de dados PePsic (N=117) e foi obtido ao utilizar o verbete “psicoterapia”. A análise apresentada é quantitativa. Os resultados indicaram que os autores das produções são do sexo feminino em sua maioria. Dos tipos de trabalhos analisados, houve maior número de trabalhos teóricos, seguidos por empíricos. Cinco dos periódicos possuem 50,5% de toda a produção pesquisada. O enfoque teórico psicanalítico teve maior predominância, seguido do cognitivo e comportamental. A maior parte dos autores está afiliada a instituições brasileiras, as quais estão concentradas na região sudeste do país. Houve uma maior prevalência para o uso de entrevistas e escalas como estratégias de avaliação psicológica.


Palavras-chave


psicologia clínica; modelos teóricos; metaciência; literatura científica; discurso científico

Texto completo:

PDF PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: