Subjetivação, discursos científicos e midiáticos: revisitando estudos foucaultianos sobre corpos

Luísa Escher Furtado, Shirley Dias Gonçalves, Luciana Lobo Miranda, Jesus Garcia Pascual

Resumo


Este estudo teórico tem como objetivo discutir a produção do modo de conduzir a si mesmo em discursos científicos e midiáticos, com base no pensamento de Michel Foucault acerca do sujeito, do discurso e do corpo. Ciência e mídia são problematizadas na relação saber-poder, atuando por meio de discursos na produção de regimes de verdade. Os discursos científicos não traduzem verdades sobre a natureza das coisas, nem são apenas um reprodutor das lutas de classe e/ou dos conflitos psíquicos. Eles são materialidades produtoras de modos de viver, de corpos e de sujeitos. Também os discursos midiáticos não são valorizados apenas por mediar informações entre produtores e espectadores. A mídia produz e faz circular discursos incitando o sujeito a se confessar, a produzir um saber sobre si mesmo. Por fim, ciência e mídia são estratégias de poder-saber que conjuntamente atuam nos corpos e implicam modos de conduzir-se a si mesmo.


Palavras-chave


discurso; sujeito; corpo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: