Comunidades e o campo da política: uma reflexão a partir da psicanálise

Cynara Teixeira Ribeiro, Nadir Lara Junior

Resumo


Esse artigo reflete sobre as diferenças existentes entre os conceitos de favelas e comunidades, geralmente tratados como sinônimos, e analisa as implicações dessa diferenciação para as intervenções psicossociais em comunidades. Para tanto, faz-se uma revisão do conceito de comunidade no âmbito da psicologia comunitária e discute-se esse construto a partir da teoria lacaniana dos quatro discursos. Objetiva-se analisar as conseqüências dos profissionais que atuam em comunidades posicionarem-se como “agentes” de cada modalidade discursiva, tomando a comunidade como o “outro” a quem se dirige. Além disso, propõe-se o Discurso do Analista como aquele que possibilita a constituição do campo da política.


Palavras-chave


comunidade; favelas; quatro discursos; campo da política; psicologia social comunitária

Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, R. Psicologia social, comunidade e contemporaneidade. Psicologia: Reflexão & Crítica, Porto Alegre, v. 11, n. 1, p. 135-145, jan./abr. 1998.

ENRIQUEZ, E. A society without resistance? Tempo psicanalítico, Rio de Janeiro, v. 34, p. 21-39. 2002.

FERREIRA, A. B. H . Dicionário aurélio. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1988.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir. Petrópolis: Vozes, 1987.

FREUD, S. Mal-estar na civilização (1930). In: ______. Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1996. v. 18, p. 2040-2052. Edição Standard Brasileira.

HEGEL, G. A fenomenologia do espírito (1807). Petrópolis: Vozes, 2002.

IBGE. Censo Demográfico 2000. Rio de Janeiro: IBGE, 2002.

LACAN, J. O seminário: os quatro conceitos fundamentais da psicanálise (1964). Rio de Janeiro: J. Zahar, 1995. Livro 11.

LACAN, J. O Seminário: o avesso da Psicanálise (1970). Rio de Janeiro: J. Zahar, 1992. Livro 17.

LACAN, J. Du discours psicanalitique. In: ______. Lacan en Itálie. Paris: Seuil, 1972. p. 58-77.

LARA JUNIOR, N.; RIBEIRO, C. Intervenções psicossociais em comunidades: contribuições da psicanálise. Psicologia & Sociedade, Florianópolis, v. 21, n. 1, p. 91-99, jan./abr. 2009.

MARX, K. Capital (1894). Nova Iorque: Vintage Books, 1977.

MENEZES, I. Intervenção comunitária: uma tentativa Psicológica. Porto: Legis, 2007.

MONTERO, M. Introducción a la Psicología Comunitaria: desarrollo, conceptos y procesos. Buenos Aires: Paidos, 2004.

NERI, M. C. Desigualdade de renda na década. Rio de Janeiro: FGV/CPS, 2011. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2011.

PARKER, I. Revolution in Psychology. London: Pluto, 2007.

PLON, M.; ROUDINESCO, E. Dicionário de Psicanálise. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1998.

PLON, M. Da política em O mal-estar ao mal-estar da política. In: PLON, M. et. al. Em torno de O mal-estar na cultura, de Freud. São Paulo: Escuta, 2002. p. 145-185.

ZONTA, C. Principais questões teórico-metodológicas e políticas envolvidas em intervenções de Psicologia Social Comunitária. In: ______. Práticas Psicológicas e reflexões dialogadas. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2005. p. 47-60.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: