Corpos, subjetivações estéticas e arte e feminismos: passagens na pesquisa em psicologia

Autores

  • Roberta Stubs Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
  • Fernando Silva Teixeira-Filho Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
  • Dolores Galindo Universidade Federal de Mato Grosso
  • Danielle Milioli Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Palavras-chave:

Arte feminista, Pesquisa em Psicologia, Subjetividade estética, Feminismo, Arte e Psicologia

Resumo

Tendo em vista o ativismo dos feminismos, tanto nos movimentos sociais quanto nas artes, na promoção de novos modos de subjetivação e modos de existência múltiplos e voltados às práticas de liberdade, propomo-nos a refletir sobre os fazeres artísticos feministas em passagens políticas que se valem de uma força inventiva/afirmativa do corpo enquanto estratégia de subversão e resistência para propor outras formas de viver, inclusive, a pesquisa em Psicologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberta Stubs, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Roberta Stubs é artista visual e psicóloga, atualmente é doutoranda em Psicologia e Sociedade pela Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho (UNESP/Assis) e bolsista da FAPESP; Possui graduação em Psicologia pela Universidade Estadual de Maringá (2005), especialização em Saúde Mental e mestrado em História da Educação pela mesma instituição. Suas pesquisas exploram o elo entre práticas artísticas, produção de subjetividade e estudos feministas, em interseção com os processos de subjetivação na contemporaneidade e as políticas inventivas da vida.

Fernando Silva Teixeira-Filho, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Departamento de Psicologia Clínica na UNESP, Campus de Assis, SP

Dolores Galindo, Universidade Federal de Mato Grosso

Dolores Galindo é doutora em Psicologia Social pela PUCSP, com estágio doutoral na Universidade Autônoma de Barcelona (UAB); Docente do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea e do Curso de Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Líder do Grupo de Pesquisa Ciências, Tecnologias e Criação - Lab TECC/ UFMT. Membro e sócia fundadora da Rede Centro-Oeste de Ensino e Pesquisa em Arte, Cultura e Tecnologias Contemporâneas – RedeCO3. Possui experiência em Psicologia como área interdisciplinar, atuando nos seguintes interesses de pesquisa: Psicologia e epistemologia; Psicologia, Tecnociências e Arte Contemporânea; Psicologia, governamentalidade e resistências. Organizou os livros Gênero, corpo e @tivismos (Cuiabá: EdUFMT, 2012) e Gênero e tecnologias. Tecnologias do gênero: estudos, pesquisas e poéticas interdisciplinares (Cuiabá: EdUFMT, 2012).

Danielle Milioli, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Danielle Milioli é doutoranda em Psicologia e Sociedade pela Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho (UNESP/Assis); Mestra em Estudos de Cultura Contemporânea pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT); Graduada em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Pesquisadora no Grupo Ciências, Tecnologias e Criação - Lab TECC/UFMT e integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre as Sexualidades - GEPS/UNESP. Suas pesquisas se situam como diálogo entre práticas artísticas, incluindo sua prática como artista da Dança Contemporânea, e Estudos Sociotécnicos, com destaques para as vertentes em Psicologia Social e Estudos Feministas.

Downloads

Publicado

2015-11-25

Como Citar

Stubs, R., Teixeira-Filho, F. S., Galindo, D., & Milioli, D. (2015). Corpos, subjetivações estéticas e arte e feminismos: passagens na pesquisa em psicologia. Fractal: Revista De Psicologia, 27(3), 211-218. Recuperado de https://periodicos.uff.br/fractal/article/view/5071

Edição

Seção

Políticas sexuais e de gênero no contemporâneo