Do dispositivo da sexualidade ao dispositivo da biotecnologia

Laura Belluzzo de Campos Silva

Resumo


DO DISPOSITIVO DA SEXUALIDADE AO DISPOSITIVO DA BIOTECNOLOGIA [1]

RESUMO: No final do livro A vontade de saber, onde definiu o que chamou de dispositivo da sexualidade, Foucault deixou entrever que talvez outro dispositivo já estivesse em vias de se compor. Partindo dessa idéia central, este trabalho tem como objetivo discutir quais as contribuições que o conceito de biopoder pode trazer em relação aos recentes avanços da biotecnologia, particularmente no que se refere à saúde humana, e cartografar algumas linhas que compõem esse novo dispositivo, que poderíamos chamar de biotecnológico.

Palavras-chave: Foucault; dispositivo; biotecnologia; mapeamento genético; mídia.

FROM THE DISPOSITIVE OF SEXUALITY TO THE

DISPOSITIVE OF BIOTECHNOLOGY

SUMMARY: At the end of the book The will to Knowledge, where Foucault defined what he called the dispositive of sexuality, he made it possible to glimpse that maybe another dispositive would be about to be composed. Based on this central idea, this work targets are twofold. The first one aims to discuss which contributions in relation to the recent development of biotechnology, especially the ones which refer to the human health, the concept of biopoder can bring. The second one intends to map some lines that compose this dispositive, which could be called biotechnological.

Key words: Foucault; dispositive; biotechnology; genetic screening; media.


[1] Este trabalho apresenta parte do relatório final de pós-doutorado concluído pela autora em 2011, no Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica da PUC/SP, que teve como Docente-Supervisor o Prof. Dr. Peter Pál Pelbart. A pesquisa original contou com um levantamento de dados empíricos a partir das notícias veiculadas em um jornal de grande circulação na cidade de São Paulo, que relaciona os avanços da biotecnologia molecular no campo da saúde humana às linhas do dispositivo biotecnológico.


Palavras-chave


Foucault; dispositive; biotechnology; genetic screening; media

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, G. Homo sacer: o poder soberano e a vida nua. Belo Horizonte: UFMG, 2004. v. 1.

BERNARDES, A. G.; GUARESCHI, N. Estratégias de produção de si e de biotecnologias. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 12, n. 1, p. 151-159, jan./abr. 2007. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2011.

BRUNO, F. Do sexual ao virtual. São Paulo: Unimarco, 1997.

CASABONA, C. M. R. La genetíca y la biotecnología em las fronteras del derecho. Actabioéthica, Santiago, v. 8, n. 2, p. 283-297, 2002. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2011.

DELEUZE, G. Qu’est-ce qu’un dispositif? In: Michel Foucault philosophe. Rencontre internationale. Paris (9, 10, 11 janvier) 1988. Paris: Seuil, 1989. p. 185-193.

FERREIRA, J. Humanismo, biopoder e soberania: elementos para uma discussão das biotecnologias contemporâneas. Ciência e cultura, São Paulo, v. 60, n.1, p. 32-35, jan./mar. 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2011.

FOUCAULT, M. História da sexualidade: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Graal, 1997. v. 1.

FOUCAULT, M. Nascimento da biopolítica (1979). São Paulo: Martins Fontes, 2008.

HARDT, M.; NEGRI, A. Império. Rio de Janeiro: Record, 2002.

LEITE, M. Burrice é genética, arrisca James Watson. Folha de São Paulo. São Paulo, 4 mar. 2003. Primeiro Caderno, p. A10.

MEYER, A. V. et al. Aceleração tecnológica e quebra de representações. Ide: Psicanálise e Cultura: Biotecnologia, São Paulo, v. 29, n. 43, p. 8-18, 2006.

PELBART, P. P. Vida capital: ensaios de biopolítica. São Paulo: Iluminuras, 2003.

RABINOW, P.; ROSE, N. Thoughts on the concept of biopower today. 2003. Disponível em: . Acesso em: 5 ago. 2009.

ROSE, N. The politics of life itself: biomedicine, power, and subjectivity in the twenty-first century. New Jersey: Princeton University Press, 2007.

SIBILIA, P. O homem pós-orgânico: corpo, subjetividade e tecnologias digitais. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 2002.

SILVA, L. H. P. da. Ciências biológicas e biotecnologia: realidades e virtualidades. São Paulo em Perspectiva. v. 14, n. 3. p. 60-67, 2000. Disponível em: . Acesso em: 3 jul. 2009.

SILVEIRA, J. M. F.; BORGES, I. C.; BUAINAIN, A. M. Biotecnologia e agricultura: da ciência e tecnologia aos impactos da inovação. São Paulo em Perspectiva, v. 19, n. 2, p. 101-114, abr./jun. 2005. Disponível em: . Acesso em: 3 jul. 2009.

TORT, M. O desejo frio. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: