Saúde do trabalhador e economia solidária: estudo de uma cooperativa de construção civil

Autores

  • Scheila Girelli Universidade Comunitária da Região de Chapecó, Chapecó, SC
  • Márcia Luíza Pit Dal Magro Universidade Comunitária da Região de Chapecó, Chapecó, SC

DOI:

https://doi.org/10.22409/1984-0292/v29i1/1184

Palavras-chave:

saúde do trabalhador, economia solidária, construção civil, psicodinâmica do trabalho

Resumo

Este trabalho propõe-se discutir o potencial da Economia Solidária para o campo da saúde do trabalhador. Trata-se de uma pesquisa qualitativa que teve como objetivo analisar as vivências de prazer e sofrimento no trabalho de operários da construção civil inseridos em um empreendimento de Economia Solidária. Foram utilizados como procedimentos e técnicas de pesquisa a observação, questionário e grupo focal. A análise das informações foi embasada na perspectiva teórica da Psicodinâmica do Trabalho. Os resultados apontam para a prevalência de vivências de prazer no contexto trabalho estudado, relacionadas à presença dos princípios da Economia Solidária e do cooperativismo. Contudo, emergem também vivências de sofrimento, especialmente relacionadas aos riscos do trabalho e aos danos físicos ocasionados por esse. Assim, antigos problemas do setor da construção civil se reproduzem nesse contexto, como a presença de acidentes de trabalho, recusa no uso de EPIs e estratégias defensivas para negar os riscos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Scheila Girelli, Universidade Comunitária da Região de Chapecó, Chapecó, SC

Possui graduação em Psicologia, especialização em Psicologia Social e Formação para o Magistério Superior pela Universidade Comunitária Regional de Chapecó e mestrado em Psicologia pela UFSC. Tem experiência na área de Psicologia Social, Organizacional e do trabalho, atuando principalmente nos seguintes temas: economia solidária, sentidos do trabalho e saúde do trabalhador.

Márcia Luíza Pit Dal Magro, Universidade Comunitária da Região de Chapecó, Chapecó, SC

Doutora em Psicologia pela UFSC com estágio sanduíche na Universitat Autnònoma de Barcelona (2012). Mestre em Psicologia pela UFSC (2006). Graduada em Psicologia pela UNOCHAPECÓ (2003). Atualmente é professora do Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais e Dinâmicas Regionais, do qual é coordenadora adjunta, e do Curso de Psicologia da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ). Atua principalmente nos seguintes temas: saúde do trabalhador, psicologia social e do trabalho.

Referências

BARROS, P. C. R.; MENDES, A. M. Sofrimento psíquico no trabalho e estratégias defensivas dos operários terceirizados da construção civil. Psico-USF, Itatiba, v. 8, n.1, p 63-70, jan./jun. 2003. doi.org/10.1590/S1413-82712003000100009.

BORSÓI, I. C. F. Da relação entre trabalho e saúde á relação entre trabalho e saúde mental. Psicologia & Sociedade, Porto Alegre, v.19, n. spe., p. 103-111, 2007. doi.org/10.1590/S0102-71822007000400014

BRASIL, Ministério da Previdência Social. Anuário Estatístico da Previdência Social 2009. Brasília, DF, 2009. Disponível em: <http://www.previdencia.gov.br/conteudoDinamico.php?id=990>. Acesso em: 10 dez. 2010.

BRASIL. Ministério do Trabalho e do Emprego. Secretaria Nacional de Economia Solidária. Sistema Nacional de Informações em Economia Solidária – SIES. Atlas Digital de Economia Solidária. Brasília, DF: MTE/SENAES, 2013. Disponível em: <http://sies.ecosol.org.br/atlas> . Acesso em: 20 abr.2017.

CÂMARA BRASILERIA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO. Banco de dados. Belo Horizonte: Comissão de Economia e Estatística – CEE/CBIC, 2002. Disponível em: <http://www.cbicdados.com.br/home/>. Acesso em: 15 set.de 2010.

CODO, W.; SAMPAIO, J. (Org.). Sofrimento psíquico nas organizações: saúde mental e trabalho. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995.

CRUZ, R. M. Psicodiagnóstico de síndromes dolorosas crônicas relacionadas ao trabalho. 2001. Tese (Doutorado)-Universidade Federal de Santa Catarina, Santa Catarina, 2001.

CRUZ, R. M. Distúrbios musculoesqueléticos, processos de trabalho e cultura organizacional. In: TAMAIO, A. (Org.). Cultura e saúde nas organizações. Porto Alegre: Artmed, 2004. p. 231-252.

DEJOURS, C. A loucura do trabalho: estudo de psicopatologia do trabalho. São Paulo: Cortez-Oboré, 1980.

DEJOURS, C. Conferências Brasileiras. São Paulo: FUNDAP, EAESP/FGV, 1999.

DEJOURS, C. A banalização da injustiça social. 7. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2007.

DEJOURS, C. Novas formas de servidão e de suicídio. In: MENDES, A. M. Trabalho & saúde: o sujeito entre a emancipação e a servidão. Curitiba: Juruá, 2008. p. 26-39.

DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS – DIEESE. Anuário dos Trabalhadores. 9. ed. Brasília, 2008. Disponível em: <http://www.dieese.org.br/anuario/2008/anuario_trabalhadores_2008.pdf>. Acesso em: 10 dez. 2010.

GHIZONI, L. D. Clínica psicodinâmica da cooperação na Associação de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis da Região Centro Norte de Palmas – TO (ASCAMPA). 2013. Tese (Doutorado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações [PSTO])-Universidade de Brasília, Brasília, 2013

GHIZONI, L. D.; MENDES, A. M. Dispositivos para uma escuta clínica do sofrimento no trabalho dos catadores de materiais recicláveis. Contextos Clínicos, São Leopoldo, v. 7, n. 1. p. 15-26, jan./jun. 2014. doi.org/10.4013/ctc.2014.71.02

GOMES, H. P. Construção civil e saúde do trabalhador: um olhar sobre as pequenas obras. 2011. Tese (Doutorado)__Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca - FIOCRUZ, Rio de Janeiro, 2011.

GONZÁLEZ-REY, F. L. Epistemología Cualitativa y Subjetividade. São Paulo: EDUC, 1997.

KARAM, H. Centralidade do trabalho e saúde mental pública. In: MENDES, A. M. (Org.). Trabalho & saúde: o sujeito ente a emancipação e a servidão. Curitiba: Juruá, 2008. p. 139-152.

MENDES, A. M. Psicodinâmica do trabalho: teoria, métodos e pesquisas. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2007.

MENDES, A. M. Prazer, reconhecimento e transformação do sofrimento no trabalho. In: MENDES, A. M. Trabalho & saúde: o sujeito entre a emancipação e a servidão. Curitiba: Juruá, 2008. p. 13-25.

MENDES, A. M.; FERREIRA, M. C. Inventário sobre o Trabalho e Riscos de Adoecimento – ITRA: instrumento auxiliar de diagnóstico de indicadores críticos no trabalho. In: MENDES, A. M. (Org.). Psicodinâmica do Trabalho: teoria, método e pesquisas. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2007. p. 111-126.

MENDES, A. M.; MORRONE, C. F. Trajetória teórica e pesquisas brasileiras sobre prazer e sofrimento no trabalho. In: MENDES, A. M. et al. (Org.). Psicodinâmica e clínica do trabalho: temas, interfaces e casos brasileiros. Curitiba: Juruá, 2010. p. 29-52.

MENDES, A. M.; MULLER, T. C. Prazer no trabalho. In: VIEIRA, F. O.; MENDES, A. M.; MERLO, A. R. C. (Org.). Dicionário crítico de gestão e psicodinâmica do trabalho. Curitiba: Juruá, 2013. p. 289-292.

MERLO, A. R. C.; MENDES, A. M. Perspectivas do uso da psicodinâmica do trabalho no Brasil: teoria, pesquisa e ação. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, São Paulo, v. 12, n. 2, p. 141-156, dez. 2009. doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v12i2p141-156

MORAES, R. D.; VASCONCELOS, A. C. L.; CUNHA, S. C. P. Prazer no trabalho: O lugar da autonomia. Psicologia, Organizações e Trabalho, Florianópolis, v. 12, n. 2, p. 217-228, ago. 2012. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-66572012000200007&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 2 ago. 2013.

LIMA JÚNIOR, J. M.; LÓPEZ-VALCÁRCEL, A.; DIAS, L. A. Segurança e saúde no trabalho da construção: experiência brasileira e panorama internacional. Brasília: OIT, 2005.

PARENTI, M. G. F. Trabalhadores da construção civil e a experiência escolar: significados construídos em um curso de aperfeiçoamento profissional. 1999. Dissertação (Mestrado)-Universidade Federal de Minas Gerais, Minas Gerais, 1999.

QUIJANO, A. Sistemas alternativos de produção? In: SANTOS, B. de S. (Org.). Produzir para viver: os caminhos da produção não capitalista. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002. p. 475-512.

SANTOS, B. S.; RODRIGUEZ, C. Para ampliar o cânone da produção. In: SANTOS, B. S. (Org.). Produzir para viver: os caminhos da produção não capitalista. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002, p. 23-77.

SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA. Diagnóstico da mão-de-obra do setor da construção civil no Brasil. Brasília: SESI-DF, 1998.

SILVA, M. L. L. Previdência social no Brasil: (des)estruturação do trabalho e condições para sua universalização. São Paulo: Cortez, 2012.

SINGER, P. Introdução à economia solidária. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2002.

SOUZA, N. H. B. de. Gestão do trabalho na indústria da construção civil: práticas tradicionais e perspectivas futuras. Revista Ser Social, Brasília, v. 5, n. 9, p. 159-188, 1999.

TESTA, V. M. et al. O desenvolvimento sustentável do Oeste Catarinense: proposta para discussão. Florianópolis: EPAGRI, 1996.

VERARDO, L. Construindo autogestão e parceria solidária. In: MELLO, S. L. (Org.). Economia solidária e autogestão: encontros internacionais. São Paulo: NESOL-USP, ITCP-USP, PW, 2005. p. 119-127.

TAKAHASHI, M. A. B. C. et al. Precarização do trabalho e risco de acidentes na construção civil: um estudo com base na Análise Coletiva do Trabalho (ACT). Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 21, n. 4, p. 976-988, out./dez., 2012. doi.org/10.1590/S0104-12902012000400015

TODESCHINI, R.; LINO, D. A importância social do Ntep e a busca de integração das políticas públicas de segurança e saúde do trabalhador. In: MACHADO, J.; SORATTO, L.; CODO, W. Saúde e trabalho no Brasil: uma revolução silenciosa. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010. p. 23-35.

WELLER, W. Grupo de discussão na pesquisa com adolescentes e jovens: aportes teóricos-metodológicos e análise de uma experiência com o método. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 32, n. 2, p. 241-260, maio/ago. 2006. doi.org/10.1590/S1517-97022006000200003

Downloads

Publicado

2017-04-28

Como Citar

Girelli, S., & Pit Dal Magro, M. L. (2017). Saúde do trabalhador e economia solidária: estudo de uma cooperativa de construção civil. Fractal: Revista De Psicologia, 29(1), 9-16. https://doi.org/10.22409/1984-0292/v29i1/1184

Edição

Seção

Artigos