Deleuze e a constituição do diagrama de controle

Domenico Uhng Hur

Resumo


Este estudo teórico tem como objetivo investigar o desenvolvimento da noção de diagrama de controle no pensamento do filosofo francês Gilles Deleuze, para discutir sua emergência e elaboração. Este diagrama tornou-se conhecido pelo texto intitulado “Post-scriptum sobre as sociedades de controle”. Realizamos uma revisão bibliográfica em toda a obra de Deleuze para mapear o desenvolvimento desse conceito. Constatamos que foram necessárias quatro linhas para que o filósofo francês chegasse à elaboração do diagrama de controle: o pensamento pós-moderno, a mutação das máquinas técnicas, a modificação das formas jurídicas na história da filosofia e o recurso à literatura beatnik norte-americana. Também discutimos a relação entre este diagrama e a emergência do fascismo.


Palavras-chave


poder; sociedade de controle; diagrama; Deleuze; Foucault

Texto completo:

PDF

Referências


BAREMBLITT, G. F. Introdução à esquizoanálise. Belo Horizonte: Instituto Félix Guattari, 1998.

BAREMBLITT, G. F. Dilemas de los aprendices de hechiceros (dudas en la pragmática auto-inventiva de los jóvenes esquizoanalistas y esquizodramatistas). Teoría y crítica de la Psicología, v. 4, p. 24-50, 2014. Disponível em: http://teocripsi.com/documents/4BAREMBLITT2.pdf. Acesso em: 8 ago. 2014.

BURROUGHS, W. S. O almoço nu (1959). Rio de Janeiro: Ediouro, 2005.

BURROUGHS, W. S. Junky (1956). Rio de Janeiro: Ediouro, 2009.

BURROUGHS, W. S.; GINSBERG, A. Cartas do yage (1963). Porto Alegre: L&PM, 2008.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. Porto Alegre: Artmed, 2010.

DELEUZE, G. Foucault. São Paulo: Brasiliense, 1988.

DELEUZE, G. Post-scriptum sobre as sociedades de controle (1990). In: ______. Conversações. São Paulo: Editora 34, 1992. p. 219-226.

DELEUZE, G. Derrames: entre el capitalismo y la esquizofrenia (1971-1972). Buenos Aires: Cactus, 2005.

DELEUZE, G. El saber: curso sobre Foucault. (1985). Buenos Aires: Cactus, 2013. t. 1.

DELEUZE, G. El poder: curso sobre Foucault. (1986). Buenos Aires: Cactus, 2014. t. 2.

DELEUZE, G. La subjetivación: curso sobre Foucault (1986). Buenos Aires: Cactus, 2015. Tomo 3.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia (1980). São Paulo: Editora 34, 1995. v. 1-5.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. O Anti-Édipo (1972). São Paulo: Editora 34, 2010.

DOSSE, F. Gilles Deleuze & Félix Guattari: biografia cruzada. Porto Alegre: Artes Médicas, 2010.

FOUCAULT, M. Vigiar e Punir (1975). Petrópolis: Vozes, 1984.

FOUCAULT, M. As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas (1966). 5 ed. São Paulo: Martins Fontes, 1990.

FOUCAULT, M. Em defesa da sociedade: Curso no Collège de France (1975-1976). São Paulo: Martins Fontes, 1999.

FOUCAULT, M. História da sexualidade: A vontade de saber (1976). Rio de Janeiro: Graal, 2006. v. 1.

FOUCAULT, M. Segurança, Território, População: Curso no Collège de France (1977-1978). São Paulo: Martins Fontes, 2008a.

FOUCAULT, M. Nascimento da Biopolítica: Curso no Collège de France (1978-1979). São Paulo: Martins Fontes, 2008b.

GUATTARI, F. Cartografias esquizoanalíticas. Buenos Aires: Manatial, 2000.

HARDT, M.; NEGRI, A. Imperio. Barcelona: Paidós/Surcos, 2005.

HUR, D. U. Da biopolítica à noopolítica: contribuições de Deleuze. Lugar comum, n. 40, p. 201-215, 2013. Disponível em: http://uninomade.net/wp-content/files_mf/111012130335Da%20biopol%C3%ADtica%20%C3%A0%20noopol%C3%ADtica%20contribui%C3%A7%C3%B5es%20de%20Deleuze%20-Domenico%20Hur.PDF. Acesso em: 8 ago. 2014.

HUR, D. U. Poder e potência em Deleuze: forças e resistência. Mnemosine, v. 12, n. 1, p. 210-232. Disponível em: http://mnemosine.com.br/ojs/index.php/mnemosine/article/view/490. Acesso em: 8 ago. 2016.

LAZZARATO, M. Políticas del acontecimiento. Buenos Aires: Tinta Limón, 2006.

LYOTARD, J. F. A condição pós-moderna (1979). Rio de Janeiro: José Olympio, 2006.

PASSOS, E.; KASTRUP, V.; ESCOSSIA, L. Pistas do método da cartografia. Porto Alegre: Sulina, 2009.

TIRADO, F. J.; DOMÈNECH, M. Extituciones: del poder y sus anatomías. Política y sociedad, v. 36, p. 183-196, 2006.

VIRILIO, P. Velocidade e política (1977). São Paulo: Estação Liberdade, 1996.




DOI: https://doi.org/10.22409/1984-0292/v30i2/5507

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: