Homoparentalidade: um diálogo com a produção acadêmica no Brasil

Thaís Blankenheim, Lisiane Machado de Oliveira-Menegotto, Denise Regina Quaresma da Silva

Resumo


Este estudo objetiva discutir a produção acadêmica no campo do conhecimento científico brasileiro sobre a homoparentalidade. Foi realizada uma pesquisa nas bases de dados do Scielo e do Google Acadêmico, utilizando o descritor “homoparentalidade”. Verificamos que é recente e incipiente a discussão sobre a temática da homoparentalidade no Brasil, pois foram encontrados somente 19 artigos científicos publicados no período de 2005 a 2013. O termo é bastante novo, em termos históricos, e parece estar adentrando o campo científico recentemente. A psicologia é a área de atuação que mais pesquisa sobre homoparentalidade. Analisando os resultados das pesquisas existentes, percebemos que o tema em questão ainda é muito cercado por preconceitos, rótulos e estigmas. 


Palavras-chave


homoparentalidade; psicologia; família homoparental

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIATION DES PARENTS ET FUTURS PARENTS GAYS ET LESBIENS. 2017. Disponível em: https://www.apgl.fr. Acesso em: 8 set. 2017.

ARAÚJO, L. F.; OLIVEIRA, J. S. C. A adoção de crianças no contexto da homoparentalidade. Arquivos Brasileiros de Psicologia, v. 60, n. 3, p. 40-51, 2008.

BRANDÃO, D. V. C. Parcerias homossexuais: aspectos jurídicos. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2002.

CADETE, V. G.; FERREIRA, S. P. A.; SILVA, D. B. Os sentidos e os significados produzidos pela escola em relação à família homoparental: um estudo de caso. Interação em Psicologia, v. 16, n. 1, p. 101-112. 2012. doi: 10.5380/psi.v16i1.13947

CECILIO, M. S.; SCORSOLINI-COMIN, F.; SANTOS, M. A. Produção científica sobre adoção por casais homossexuais no contexto brasileiro. Estudos de Psicologia, Natal, v. 18, n. 3, p. 507-516. jul./set. 2013. doi: 10.1590/S1413-294X2013000300011

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA. Resolução CFP nº. 001/99. Estabelece normas de atuação para os psicólogos em relação à questão da Orientação Sexual. 1999. Disponível em: https://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/1999/03/resolucao1999_1.pdf. Acesso em: 16 out. 2015.

COSTA, H. S.; FILHO, F. E. L. A união homoafetiva e sua regulamentação no Brasil. Revista Jus Navigandi, Teresina, ano 20, n. 4361, 2015. Disponível em: http://jus.com.br/artigos/39874. Acesso em: 21 jul. 2015.

CUSTÓDIO, J. Homoparentalidade: um direito em construção. Espaço Jurídico: Journal of Law, v. 13, n. 1, p. 91-100. jan./jun. 2012. Disponível em: http://editora.unoesc.edu.br/index.php/espacojuridico/article/view/1426. Acesso em: 15 jan. 2015

FARIAS, M. O. Mitos atribuídos às pessoas homossexuais e o preconceito em relação à conjugalidade homossexual e a homoparentalidade. Revista de Psicologia da UNESP, v. 9, n. 1, p. 99-109, 2010. Disponível em: http://seer.assis.unesp.br/index.php/psicologia/article/download/431/410. Acesso em: 13 jan. 2015.

FERNANDES, G. M. O direito à homoparentalidade em duas novelas da TV Globo: relendo os casais de lésbicas e de gays em Senhora do Destino e Páginas da Vida. Revista Comunicação, Cultura e Sociedade, v. 2, n. 1, 2013. Disponível em: https://periodicos.unemat.br/index.php/ccs/issue/viewFile/RCCS%202/25. Acesso em: 17 fev. 2014.

FERNANDES, R. M. A representação da homossexualidade nos discursos jurídicos sobre adoção homoparental. Cadernos de Campo, São Paulo, v. 22, n. 22, p. 250-261. 2013. doi: 10.11606/issn.2316-9133.v22i22p250-261

FERREIRA, N. S. A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & sociedade, Campinas, v. 23, n. 79, p. 257-272. 2002. doi: 10.1590/S0101-73302002000300013

FONSECA, C. Homoparentalidade: novas luzes sobre o parentesco. Estudos Feministas, Florianópolis, v. 16, n. 3, p. 769-783, dez., 2008. doi: 10.1590/S0104-026X2008000300003

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1996.

FREITAS, L. R. M. de; DIAS, R. L. Discutindo valores na escola: homoparentalidade e novos conceitos de família. Quipus, Natal, v. 1, n. 2, p. 101-107, jun./nov. 2012. Disponível em: https://repositorio.unp.br/index.php/quipus/article/view/154/172. Acesso em: 18 fev. 2014.

FUTINO, R. S.; MARTINS, S. Adoção por homossexuais: uma nova configuração familiar sob os olhares da psicologia e do direito. Aletheia, Canoas, n. 24, p. 149-159. jul./dez. 2006. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-03942006000300014. Acesso em: 20 fev. 2014.

MARTINEZ, A. L. M. Famílias homoparentais: tão diferentes assim? Psicologia em Revista, Belo Horizonte, v. 19, n. 3, p. 371-388, dez., 2013. Disponível em: http://periodicos.pucminas.br/index.php/psicologiaemrevista/article/view/P.1678-9563.2013v19n3p371/6210. Acesso em: 12 fev. 2015.

MEDEIROS, C. P. Uma família de mulheres: ensaio etnográfico sobre homoparentalidade na periferia de São Paulo. Estudos Feministas, v. 14, n. 2, p. 535-547, maio/ago. 2006. doi: 10.1590/S0104-026X2006000200013

PASSOS, M. C. Homoparentalidade: uma entre outras formas de ser família. Psicologia Clínica, Rio de Janeiro, v. 17, n. 2, p. 31-40, 2005. doi: 10.1590/S0103-56652005000200003

PERELSON, S. A parentalidade homossexual: uma exposição do debate psicanalítico no cenário francês atual. Estudos Feministas, v. 14, n. 3, p. 709-730, set./dez. 2006. doi: 10.1590/S0104-026X2006000300008

RODRIGUEZ, B. C.; GOMES, I. C. Novas formas de parentalidade: do modelo tradicional à homoparentalidade. Boletim de Psicologia, São Paulo, v. 62, n. 136, p. 29-36, jun. 2012. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-59432012000100004. Acesso em: 10 fev. 2015.

RODRIGUEZ, B. C.; PAIVA, M. L. S. C. Um estudo sobre o exercício da parentalidade em contexto homoparental. Vínculo – Revista do NESME, v. 1, n. 6, p. 1-111, jun. 2009. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-24902009000100003. Acesso em: 16 jan. 2015.

ROUDINESCO, E. A família em desordem. Rio de Janeiro: J. Zahar, 2003.

RUIZ-OLABUÉNAGA, J. I. Metodología de la investigación cualitativa. Bilbao, España: Universidad de Deusto, 2003.

SANTOS, C.; BRUNS, M. A. T. A homoparentalidade em questão: a voz de gays e lésbicas com filhos. Revista da Abordagem Gestáltica, v. 12, n. 2, p. 89-108. jul./dez., 2006. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=357735505007. Acesso em: 12 jan. 2015.

SOUZA, É. R. de. Papai é homem ou mulher? Questões sobre a parentalidade transgênero no Canadá e a homoparentalidade no Brasil. Revista de Antropologia, São Paulo, v. 56, n. 2, p. 397-430, 2013. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/ra/article/view/82527/85502. Acesso em: 9 fev. 2015.

VILHENA, J. et al. Que família? Provocações a partir da homoparentalidade. Revista Mal-estar e Subjetividade, Fortaleza, v. 11, n. 4, p. 1639-1658, dez., 2011. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1518-61482011000400014&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 11 abr. 2014.

ZAMBRANO, E. et al. O direito à homoparentalidade: cartilha sobre as famílias constituídas por pais homossexuais. Porto Alegre: Venus, 2006.




DOI: https://doi.org/10.22409/1984-0292/v30i2/5560

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: