A recepção das premissas de Haeckel na obra de Jung

Victor de Freitas Henriques, Walter Melo Junior

Resumo


Este artigo analisa a apropriação da teoria da recapitulação da filogênese pela ontogênese do biólogo Ernst Heinrich Philipp August Haeckel pelo psiquiatra suíço Carl Gustav Jung na formulação de seu projeto de psicologia, denominado Psicologia Analítica. Para isso, foram utilizadas definições contidas na obra Símbolos da Transformação, além do conceito de arquétipo, que estabelecem diálogos entre os campos da biologia e da psicologia. A formação biológica de Jung, aliada a seu interesse e prática no campo da psicologia, possibilitou uma ampliação em seu modo de conceber os fenômenos que observava. A tentativa de abordar um tema tanto pelo viés biológico quanto psicológico revela não só um cuidado como, também, o compromisso com a produção de conhecimento, que, mais do que buscar engrandecer seu campo original de trabalho, pretende estabelecer o diálogo interdisciplinar. Sendo o livro Símbolos da Transformação a obra através da qual Jung se prontifica a divulgar suas teorias e ideias próprias, podemos depreender que ao utilizar em tal trabalho certas premissas de Haeckel o autor acaba nos revelando uma de suas importantes influências epistemológicas.


Palavras-chave


filogênese; ontogênese; interdisciplinaridade; Jung; Haeckel

Texto completo:

PDF HTML EPUB

Referências


BAIR, Deirdre. Jung, uma biografia (2003). São Paulo: Globo, 2006. v. 2.

ELLENBERGER, Henri F. The discovery of the unconscious: the history and evolution of dynamic psychiatry (1970). London: Fontana, 1994.

HAECKEL, Ernst. Anthropogenie oder Entwickelungsgeschichte des Menschen. Leipzig: Engelmann, 1874.

JUNG, Carl Gustav. Memórias, sonhos, reflexões (1961). Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1990.

JUNG, Carl Gustav. A energia psíquica (1928). Petrópolis, RJ: Vozes, 2012a.

JUNG, Carl Gustav. Sobre os arquétipos e o inconsciente coletivo (1934). In: ______. Os arquétipos e o inconsciente coletivo. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012b. p. 11-50.

JUNG, Carl Gustav. Fundamentos de Psicologia Analítica (1935). In: ______. A vida simbólica. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012c. v. 18/1, p. 13-200.

JUNG, Carl Gustav. O conceito de inconsciente coletivo (1936). In: ______. Os arquétipos e o inconsciente coletivo. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012d. p. 51-62.

JUNG. Carl Gustav. Alma e terra (1937). In: ______. Civilização em transição. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012e. p. 38-59.

JUNG, Carl Gustav. O complexo de tonalidade afetiva e seus efeitos gerais sobre a psique (1907). In: ______. Psicogênese das doenças mentais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013a. p. 48-62.

JUNG, Carl Gustav. Aspectos gerais da psicologia do sonho (1928). In: ______. A natureza da psique. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013b. p. 186-234.

JUNG, Carl Gustav. Símbolos da transformação (1952). Petrópolis, RJ: Vozes, 2013c.

McGUIRE, William. Freud e Jung: correspondência completa. Rio de Janeiro: Imago, 1976.

PEREIRA, Mário Eduardo Costa. Krafft-Ebing, a Psychopathia Sexualis e a criação da noção médica de sadismo. Rev. latinoam. psicopatol. fundam., São Paulo, v. 12, n. 2, p. 379-386, 2009. CrossRef

RICHARDS, Robert J. Haeckel’s embryos: fraud not proven. Biol. Philos, n. 24, p. 147-154, 2009. Disponível em: http://home.uchicago.edu/~rjr6/articles/Haeckel--fraud%20not%20proven.pdf. Acesso em: 7 nov. 2015.

SHAMDASANI, Sonu. Jung e a construção da psicologia moderna: o sonho de uma ciência (2003). Aparecida: Idéias & Letras, 2005.

WINOGRAD, Monah. Freud e a filogenia anímica. Revista do Departamento de Psicologia - UFF, Niterói, v. 19, n. 1, p. 69-81, 2007. CrossRef

XAVIER, Cesar Rey. A Psicologia e o problema mente-corpo: uma nova proposta para a imponderável epistemologia da consciência. Curitiba: Juruá, 2012.




DOI: https://doi.org/10.22409/1984-0292/v31i1/5572

Apontamentos



URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: