Transferência entre a crença e a certeza: contribuições ao diagnóstico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22409/1984-0292/v32i1/5603

Palavras-chave:

transferência, psicanálise, diagnóstico diferencial, crença, certeza

Resumo

Freud insistia no papel do analista como aquele capaz de “pôr em movimento” um trabalho que aposta no inconsciente. Muito se discute sobre este papel da transferência, mas pretendemos abordá-la como uma ferramenta útil ao diagnostico diferencial, a partir do binômio crença/certeza. Sob a compreensão de que o diagnóstico em psicanálise se refere a mecanismos próprios a cada estrutura, nossa proposta é demonstrar este valor de ferramenta na clínica da neurose e da psicose, a partir do binômio crença/certeza. Logo, este artigo se propõe a realizar uma investigação que visa esclarecer as posições de crença e certeza, desveladas sob transferência, como aportes ao diagnostico diferencial. Desse modo, iremos percorrer as obras de Freud e de Lacan, auxiliados por seus comentadores e por autores contemporâneos que se dedicam ao tema. Nossa investigação permite-nos considerar que a relação do sujeito com o saber pode nos servir como importante índice clínico para a realização do diagnóstico diferencial. Em uma época marcada pela “descrença no saber inconsciente”, cabe ao analista investigá-la em busca da distinção entre uma vacilação da crença, própria à neurose, e uma impossibilidade de crença, própria à psicose.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Pinto Martins Brito, Universidade Federal Fluminense, Campos dos Goytacazes, RJ

Professora Adjunta do curso de Psicologia de Campos dos Goytcazes da Universidade Federal Fluminene. Editora Executiva da Revista Estudos Contemporâneos da Subjetividade( ECOS). Pesquisadora do Grupo de Pesquisa interinstitucional Discursividade, Poder e Contemporaneidade (UFF/CNPq), atuando na linha de pesquisa " A publicização do conhecimento". Pesquisadora do NEPESC/UFF E do Laboratório Psicopatologia e Saúde Mental. Doutora em Psicologia (Programa de Pós-graduação em Psicologia /UFRJ/Bolsa CNPq). Mestre em Psicologia pelo Programa de Pós-graduação em Psicologia/UFRJ(Bolsa Capes). Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2004). Participou como pesquisadora do Grupo de de pesquisa Clinica Psicanalítica/CLINP (UFRJ/CNPq) até 03/2013. Foi Coordenadora técnica da revista Arquivos Brasileiros de Psicologia no período de 2007 a 2011. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Tratamento e Prevenção Psicológica, atuando principalmente nos seguintes temas: Psicanálise, Novas formas de intervenção, Tratamento analítico, Saúde Mental.

Referências

BÉRAUD, Anne. De la certitude au Pas-tout. Papers 7.7.7 [online], n. 4, p. 25-26, 2018. Disponível em: https://congresoamp2018.com/wp-content/uploads/2018/01/PAPERS-7.7.7.N%C2%B04-Portugu%C3%AAs.pdf. Acesso em: 10 out. 2019.

BORIE, Jacques. Mise em question du sujet supposé savoir dans les pratiques avec les psychotiques. Lettre Mensuelle, Paris, n. 260, p. 26-29, juilet/août. 2007.

BRITO, Bruna Pinto Martins. Transferência: desafios da prática. 2012. Tese (Doutorado)–Programa de Pós-graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2012.

BRITO, Bruna Pinto Martins. Diagnóstico diferencial: a aposta na singularidade em tempos de ‘medicalização do sofrimento’. In: QUINTELLA, Rogério; ALMEIDA, Leonardo; NASCIMENTO, Crisóstomo (Org.). Subjetividade, clínica e política. Niterói: Eduff, 2018. p. 191-208.

BRODSKY, Graciela. Short Story: os princípios do ato analítico. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2004.

CAPLAN-ARPIN, Maria Dalila. Figures de l’Invroyance. Paris: Atelier National de Reproduction des Thèses, 2006.

DEPELSENAIRE, Yves. Du savoir supposé sujet. Quarto: Revue de L’Ecole de La Cause Freudienne em Belgique, Bruxelles, n. 51, p. 50-53, juin 1993.

FREUD Sigmund. Hipnosis (1891). In: STRACHEY, J. (Org.). Obras completas. 2. ed. Buenos Aires: Amorrortu, 1986a. v. 1, p. 133-146.

FREUD Sigmund. Estudios sobre la histeria (1893-1895). In: STRACHEY, J. (Org.). Obras completas. 2 ed. Buenos Aires: Amorrortu, 1986b. v. 2, p. 45-194.

FREUD Sigmund. Manuscrito K. Las neurosis de defensa (Un cuento de Navidad) (1896). In: STRACHEY, J. (Org.). Obras completas. 2. ed. Buenos Aires: Amorrortu, 1986c. v. 1, p. 260-269.

FREUD Sigmund. Manuscrito N [Anotaciones III] (1897). In: STRACHEY, J. (Org.). Obras completas. 2. ed. Buenos Aires: Amorrortu, 1986d. v. 1, p. 296-298.

FREUD Sigmund. Sobre un caso de paranoia descrito autobiograficamente (Schreber) (1910). In: STRACHEY, J. (Org.). Obras completas. 2. ed. Buenos Aires: Amorrortu, 1986e. v. 12, p.1- 76.

FREUD Sigmund. Acerca del fausse reconnaissance (‘dejà raconté’) en el curso del trabajo psicoanalítico (1914). In: STRACHEY, J. (Org.). Obras completas. 2. ed. Buenos Aires: Amorrortu, 1986f. v. 13, p. 203-212.

FREUD Sigmund. La pérdida de realidad en la neurosis y la psicosis (1924). In: STRACHEY, J. (Org.). Obras completas. 2. ed. Buenos Aires: Amorrortu, 1986g. v. 19, p. 189-198.

FREUD Sigmund. El porvenir de una ilusión (1927). In: STRACHEY, J. (Org.). Obras completas. 2. ed. Buenos Aires: Amorrortu, 1986h. v. 21, p. 1-56.

GUÉRIN, Nicolas. La notion d’incroyance en psychanalyse: origine, réhabilitation et perspective. L’évolution psychiatrique, France, n. 71, p. 545-557, 2006.

HOUAISS, Antônio. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2008.

KLOTZ, Jean-Pierre. Un fracas clinique. Quarto: Revue de L’Ecole de La Cause Freudienne em Belgique, Bruxelles , n. 92, p. 24-26, avril 2008.

LACAN, Jacques. O ato psicanalítico – Seminário [1967-1968]. Porto Alegre: Escola de Estudos Psicanalíticos, 1968.

LACAN, Jacques. O Seminário: a ética da psicanálise (1959-1960). Rio de Janeiro: J. Zahar, 1991. livro 7.

LACAN, Jacques. Formulações sobre a causalidade psíquica (1946). In: ______. Escritos. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1998a. p. 152-196.

LACAN, Jacques. Função e campo da fala e da linguagem em psicanálise (1953). In: ______. Escritos. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1998b. p. 238-324.

LACAN, Jacques. De uma questão preliminar a todo tratamento possível da psicose (1957-1958). In: ______. Escritos. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1998c. p. 537-590.

LACAN, Jacques. “Televisão” (1973). In: ______. Outros escritos. Rio de Janeiro: J. Zahar, 2003. p. 550-556.

LACAN, Jacques. O Seminário: problemas cruciais para a psicanálise (1964-1965). Recife: Centro de estudos freudianos do Recife, 2006. livro 12. Mimeografado.

LACAN, Jacques. O Seminário: os quatros conceitos fundamentais da psicanálise (1964). Rio de Janeiro: J. Zahar, 2008a. livro 11.

LACAN, Jacques. O Seminário: as psicoses (1955-1956). Rio de Janeiro: J. Zahar, 2008b. livro 3.

LACAN, Jacques. O seminário: de um discurso que não fosse semblante (1971). Rio de Janeiro: J. Zahar, 2009. livro 18.

LEGUIL, François. A certeza em psicanálise. Dora: psicanálise e cultura, São Paulo, ano 2, n. 2, p. 19-34, 1999.

MAIA, Maria Angela Mársico; CALDAS, Heloisa. O amor como semblante. Arquivos Brasileiros de Psicologia, Rio de Janeiro, v. 63, n. 3, p. 107-116, 2011. Disponível em http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-52672011000400009&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 7 nov. 2018.

MALEVAL, Jean-Claude. La forclusion du nom-du pére: La concept et sa clinque. Paris: Seuil, 2000.

MANSO, Rita. Por que estrutura e psicanálise? In: ELIA, Luciano; MANSO, Rita (Org.). Estrutura e Psicanálise. Rio de Janeiro: Cia de Freud, 2012. p. 23-34.

MILLER, Jacques-Alain. Percurso de Lacan: uma introdução (1987). Rio de Janeiro: J. Zahar, 2002.

MILLER, Jacques-Alain. El Otro que no existe y sus comités de ética. Buenos Aires: Paidós, 2005a.

MILLER, Jacques-Alain. De la naturaleza de los semblantes. Buenos Aires: Paidós, 2005b.

MILLER, Jacques-Alain. Autour du sujet supposé savoir. Lettre Mensuelle, Paris, n. 260, p. 3-6, juilet/août 2007.

SCHREBER, Daniel Paul. Memórias de um doente dos nervos (1903). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

SOLANO, Esthella. Les incroyantes ordinaires. In: Association de La Cause Freudienne Champagne-Artois-Picardie-Ardennes (Org.). Les documents de Scripta: Cycle de Conferénces de Reims 2008-2009. 2009. p. 25-38.

ZANCHETTIN, Joceline. La intuición clínica de Sigmund Freud en el campo de la psicosis. Psicologia USP, São Paulo, v. 29, n. 1, p. 116-125, 2018. http://dx.doi.org/10.1590/0103-656420170103.

Downloads

Publicado

2020-02-29

Como Citar

Brito, B. P. M. (2020). Transferência entre a crença e a certeza: contribuições ao diagnóstico. Fractal: Revista De Psicologia, 32(1), 3-11. https://doi.org/10.22409/1984-0292/v32i1/5603

Edição

Seção

Artigos