Governamentalização da cidade: uma cartografia dos afetos, medo e esperança

Jeferson Camargo Taborda, Anita Guazzelli Bernardes

Resumo


O presente artigo faz uma reflexão teórica sobre a cidade a partir da noção de governamentalidade. Objetiva engendrar uma cartografia de linhas afetivas que aproximam matérias jornalísticas, canções de rap e publicidades do campo da segurança privada. O medo e a esperança são duas noções utilizadas para discutir os modos de circulação pela cidade e sua relação com os dispositivos de segurança. O medo, e especificamente o medo da morte, constitui um importante mecanismo de governo, pois, ao lembrar constantemente os sujeitos sobre sua finitude, um amplo mercado de segurança emerge. Já a esperança, afeto complementar do medo, é incitada enquanto uma estratégia precária de alegria, na medida em que se constitui como outra modalidade de sofrimento. Uma cartografia dos afetos fornece pistas sobre algumas formas de subjetivação na governamentalização da cidade. O consumo de equipamentos de segurança, a fortificação dos condomínios e o movimento do rap aparecem como alguns dos efeitos dos afetos engendrados pela lógica neoliberal.

Palavras-chave


governamentalidade; afetos; cidade; cartografia; dispositivos de segurança

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Saúde. Carta de Ottawa. PRIMEIRA CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE PROMOÇÃO DE SAÚDE, 1986. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/carta_ottawa.pdf. Acesso em: 15 dez. 2015.

BRASIL é o 9º país mais violento do mundo, segundo a OMS. R7 Cidades, 2018. Disponível em: https://noticias.r7.com/cidades/brasil-e-o-9-pais-mais-violento-do-mundo-segundo-a-oms-17052018. Acesso em: 7 jan. 2020.

CALVINO, Ítalo. As cidades invisíveis. São Paulo: Folha de S. Paulo, 2003.

DELEUZE, Gilles. Conversações. Rio de Janeiro: Editora 34, 1992.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. São Paulo: Editora 34, 2011. v. 1.

DELEUZE, Gilles; PARNET, Claire. Diálogos. São Paulo: Escuta, 1998.

DUNKER, Christian Ingo Lenz. Mal-estar, sofrimento e sintoma: uma psicopatologia do Brasil entre muros. São Paulo: Boitempo, 2015.

FERNANDES, Adriana. Mercado de segurança eletrônica no Brasil faturou R$ 7,17 bilhões em 2019 - Abese prevê crescimento de 12% em 2020. Segs, 2020. Disponível em: https://www.segs.com.br/info-ti/212346-mercado-de-seguranca-eletronica-no-brasil-faturou-r-7-17-bilhoes-em-2019-abese-preve-crescimento-de-12-em-2020. Acesso em: 6 fev. 2020.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso: aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. São Paulo: Graal, 1996.

FOUCAULT, Michel. Segurança, território, população: curso dado no Collège de France (1977-1978). São Paulo: Martins Fontes, 2008.

INSTALAÇÃO de cerca concertina em Uberlândia e região. Empresa Proteção Segurança Eletrônica. Uberlândia, Minas Gerais. Modificado em: 1 jun. 2019. Disponível em: http://www.protecaoudi.com.br/concertina.html. Acesso em: 3 abr. 2020.

LISPECTOR, Clarice. A hora da estrela. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.

MACAÉ-RJ, Vanone Rapman; EDUARDO; DUM-DUM. A cidade é nossa (Facção Central). Versos Sangrentos, 1999, faixa 10. Disponível em: https://www.vagalume.com.br/faccao-central/a-cidade-e-nossa.html. Acesso em: 12 dez. 2015.

MERCADO de segurança cresce 20% ao ano. Portal Hospitais Brasil. São Paulo, 2015. Disponível em: https://portalhospitaisbrasil.com.br/mercado-de-seguranca-cresce-20-ao-ano/. Acesso em: 3 abril. 2020.

MINAYO, Maria Cecília de Souza; HARTZ, Zulmira Maria de Araújo; BUSS, Paulo Marchiori. Qualidade de vida e saúde: um debate necessário. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 5, n. 1, p. 7-18, 2000. https://doi.org/10.1590/S1413-81232000000100002

NA CONTRAMÃO da economia, setor de sistemas eletrônicos de segurança cresce com insegurança da população. Dino Divulgador de Notícias. São Paulo, 2015. Disponível em: https://www.dino.com.br/releases/na-contramao-da-economia-setor-de-sistemas-eletronicos-de-seguranca-cresce-com-inseguranca-da-populacao-dino89075896131/pdf. Acesso em: 10 dez. 2015.

OLIVEIRA, Roberto Carmagos de. Rap e Política: percepções da vida social brasileira. São Paulo: Boitempo, 2015.

QUALIDADE DE VIDA. Núcleo de Sociabilidade Libertária – Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais. PUC-SP. Modificado em: 3 jun. 2020. Disponível em: https://www.nu-sol.org/abolicionismo-libertario-verbetes/. Acesso em: 3 jun. 2020.

SAFATLE, Vladimir. A lógica do condomínio. Youtube. 30 ago. 2016. 48min49s. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=zWnD_FYo1sQ. Acesso em: 9 jan. 2016.

SENNETT, Richard. O declínio do homem público: as tiranias da intimidade. São Paulo: Companhia das Letras, 1988.

SENNETT, Richard. Carne e Pedra: o corpo e a cidade na civilização ocidental. Rio de Janeiro: BestBolso, 2010.

SPINOZA, Baruch. Ética. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.

TABORDA, Jeferson Camargo. Uso dos espaços e uso dos afetos: cartografias da pichação para pensar as relações entre a cidade e a governamentalidade. Tese (Doutorado)-Programa de Pós-graduação em Psicologia da Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, 2017. Disponível em: https://site.ucdb.br//public/md-dissertacoes/1023422-1.pdf. Acesso em: 20 set. 2019.

TIROS em Columbine (Bowling for Columbine). Direção Michael Moore. Produção de Charles Bishop, Jim Czarnecki, Michael Donovan, Kathleen Glynn e Michael Moore. Roteiro: Michael Moore. EUA: Metro-Goldwyn-Mayer Distributing Corporation/ United Artists, 2002. 1 DVD (120 min), son., color.




DOI: https://doi.org/10.22409/1984-0292/v32i2/5691

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: