A Psicologia em Doença Mental e Psicologia de Michel Foucault

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22409/1984-0292/2022/v34/5996

Palavras-chave:

Foucault, Psicologia, saberes psis, corpo/alma, loucura.

Resumo

Michel Foucault investiga “a história das relações que o pensamento mantém com a verdade” e desnaturaliza corpo, alma e psiqué considerando-os invenções histórico-discursivas, as quais só têm sentido se inseridas em determinados arranjos epistêmicos de produção de verdades, no caso, o surgimento das ciências humanas. Esta pesquisa estuda a ordem do discurso foucaultiano sobre a Psicologia em seu escrito seminal, o livro “Doença Mental e Psicologia”, com o intuito de oferecer subsídios para a compreensão da história dos discursos da Psicologia, no que se refere à edificação do sujeito e do objeto psicológicos e em seus efeitos subjetivadores e contemporâneos, ao questionar tanto a naturalização das condutas consideradas psicologicamente anormais; como também a aplicação dos mesmos princípios da patologia orgânica à patologia mental a qual, aliada ao postulado da naturalização das doenças psicológicas como espécies unitárias, criariam a ilusão de uma unidade real entre as patologia mental e orgânica, por meio da complexa imbricação enunciativa entre mente e organismo. Verificou-se que para Foucault, a patologia de determinada história psicológica e individual não deve ser reduzida aos fenômenos restritos da existência e da percepção personalista do sujeito, o que, inadvertidamente, poderia gerar uma culpabilização do sujeito sobre os sintomas – orgânico-mentais – inerentes à sua própria conduta, de forma a se compreender a emergência do homo psychologicus como sujeito na história cultural e social da humanidade, com especial destaque para a produção histórica das figuras da doença mental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando de Almeida Silveira, Universidade Federal de SãoPaulo, Santos, SP

Professor Associado III de Psicologia e Humanismo e Trabalho em Saúde da Universidade Federal de São Paulo (USP) – Campus Baixada Santista, Departamento de Políticas Públicas e Saúde Coletiva. Doutor em Psicologia pela USP (2005), pós-doutor em Filosofia pela UFSCar (2008), bacharel em Direito pela USP (1988), Psicólogo pela USP (1999) e Músico (OMB - 2014). Tem experiência na área de Psicologia, Filosofia e Ciências da Saúde e Sexualidade, com ênfase em Epistemologia das Ciências Humanas e da Saúde, atuando com os temas: subjetivação, Foucault, Merleau-Ponty, corpo, alma, psicologia, fenomenologia, formação permanente em saúde mental e saúde coletiva, escuta psicológica, cuidados integrativos e vulnerabilidade sexual e social. Coordenador Acadêmico do Núcleo-Trans UNIFESP. Coordenador da Escuta Humanizada do Hospital São Paulo-SPDM-UNIFESP. Membro do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Formação e Trabalho em Saúde (Lepets) e do Grupo de Pesquisa - CNPq UNIFESP-UFJF: Corpo, cognição e experiência nas ciências da mente; corresponsável pelo núcleo de estudos sobre Fenomenologia, Psicologia e Epistemologia.

Ana Paula Vicente de Oliveira, Universidade Federal de SãoPaulo, Santos, SP

Possui bacharelado e licenciatura em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo, bacharelado em Serviço Social pela Universidade Paulista, especialização em Filosofía y Psicoanálisis pela Universidad de Ciencias Empresariales e Sociales de Buenos Aires (Argentina) e mestrado em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de São Paulo. Doutoranda em Psicologia pela Universidad de Ciencias Empresariales e Sociales de Buenos Aires (2021-). Atuou como professora de Sociologia e História pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo. Atualmente participa do Projeto Educação Popular - Criando e Recriando a Realidade Social da Universidade Federal de São Paulo, nos Centros de Atenção Psicossocial de Santos/SP (2018-). Dedica-se à pesquisa no Laboratório de Teoria Social, Filosofia e Psicanálise - LATESFIP/USP (2018-) e no Núcleo de Estudos Reflexos de Palmares - análise da questão racial no Brasil - NERP/UNIFESP (2019-). Foi pesquisadora no Laboratório de Produção do Conhecimento Compartilhado em Saúde Mental - UNIFESP (2017-2019). É associada à ABRASME - Associação Brasileira de Saúde Mental.

Richard Theisen Simanke, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, Minas Gerais, MG

Formado em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), mestre em Filosofia e Metodologia das Ciências pela Universidade Federal de São Carlos (1992) e doutor em Filosofia pela USP (1997). Professor da Universidade Federal de São Carlos entre 1994 e 2012. Atualmente é Professor Titular do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Autor, entre outros trabalhos, de Entre o corpo e a consciência: ensaios de interpretação da metapsicologia freudiana (em coautoria com Fátima Caropreso; 2011), A formação da teoria freudiana das psicoses (2009), Metapsicologia lacaniana: os anos de formação (2002) e co-organizador de Freud na filosofia brasileira (2005), Perspectivas em Psicanálise I, II, III, IV, V, VI e VII (2009-2018), Filosofia da psicanálise: autores, diálogos, problemas (2010) e Fundamentos filosóficos da psicologia contemporânea (2014). Coordenador do GT Filosofia e Psicanálise da ANPOF no período 2006-2008. Coordenador do Projeto PROCAD Psicanálise, linguagem e cognição (UFSCar/PUCPR/UFES) no período 2009-2014. Professor e orientador de mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal de São Carlos de 1997 a 2013, onde concluiu a orientação de 3 (três) pesquisas de pós-doutoramento, 16 (dezesseis) teses de doutorado e 19 (dezenove) dissertações de mestrado, conforme detalhamento neste currículo. Professor e orientador de mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFSCar, de março de 2009 a fevereiro de 2017 (orientação de duas teses de doutoramento e duas dissertações de mestrado concluídas), e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFJF, desde agosto de 2012 (seis orientações de mestrado, três orientações de doutorado e uma supervisão de pós-doutoramento concluídas até o momento). Professor e orientador de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFJF desde fevereiro de 2017 (uma orientação de mestrado concluída). Editor-chefe da Revista Psicologia em Pesquisa de agosto de 2014 a agosto de 2016. Suas principais áreas de atuação têm sido: história e filosofia da psicologia e da psicanálise, teoria psicanalítica, filosofia da psicanálise, história e filosofia da ciência, fenomenologia e epistemologia.

Referências

BINSWANGER, Ludwig. Sonho e existência: escritos sobre fenomenologia e psicanálise. Rio de Janeiro: Via Verita, 2013.

DAL-FARRA, Rossano André; PRATES, Emerson Juliano. A psicologia face aos novos progressos da genética humana. Psicologia: Ciência e Profissão [online], v. 24, n. 1, p. 94-107, 2004. https://doi.org/10.1590/S1414-98932004000100011

DELEUZE, Gilles. Foucault. São Paulo: Brasiliense, 1988.

DELEUZE, Gilles. Qu’est ce que la Philosophie? Paris: Les Éditions de Minuit, 1991.

FOUCAULT, Michel. Doença Mental e Psicologia (1954). 2. ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1984.

FOUCAULT, Michel. A história da loucura na Idade Clássica. 5. ed. São Paulo: Perspectiva, 1962.

GODDARD, Jean Christophe (Org). Le corps. Paris: Vrin, 2005.

GOLDSTEIN, K. L’analyse de l’aphasie et l’étude de l’essence du langage (1933). In: GURWITSCH A.; HAUDEK E. M. G.; HAUDEK W. E. (Ed.) Selected Papers/Ausgewählte Schriften: phaenomenologica. Dordrecht: Springer, 1971. v. 43, p. 282-344. Collection Publiée sous le Patronage des Centres D’Archives Husserl.

MACHADO, Roberto. Archéologie et épistémologie. In: Rencontre Internationale: Michel Foucault Philosophe. Paris: Édition Du Seuil, 1989. p. 15-32.

NALLI, Marcos. Foucault e a fenomenologia. São Paulo: Loyola, 2006.

RABINOW, Paul; DREYFUS, Hubert. Michel Foucault, uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

SANDERS, Alan R. et al. Genome-wide scan demonstrates significant linkage for male sexual orientation. Psychological Medicine [online], v. 45, n. 7, p. 1379-1388, 2014. https://doi.org/10.1017/S0033291714002451

Downloads

Publicado

2022-06-25

Como Citar

SILVEIRA, F. DE A.; OLIVEIRA, A. P. V. DE; SIMANKE, R. T. A Psicologia em Doença Mental e Psicologia de Michel Foucault. Fractal: Revista de Psicologia, v. 34, p. Publicado em 25/06/2022, 25 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)