Transterritorialidade e antropofagia: territorialidades de trânsito numa perspectiva brasileiro-latino-americana

Rogério Haesbaert, Marcos Mondardo

Resumo


Num mundo globalizado como o nosso a construção identitária e territorial se torna cada vez mais complexa, mesclando multiplicidade territorial, transculturação e hibridismo com fechamentos culturais “essencializadores”. Os processos de territorialização marcados pela multiterritorialidade podem ser associados, no caso latino-americano e, especialmente, brasileiro, àquilo que propomos denominar de uma transterritorialidade “antropofágica", capaz de assimilar e transformar a territorialidade do Outro. Todos esses processos têm profundas implicações políticas, não se tratando, a priori, de uma “boa” abertura ou de um “mau” fechamento cultural e territorial.


Palavras-chave


hibridismo cultural, antropofagia, transterritorialidade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/GEOgraphia2010.v12i24.a13602

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Latindex Geodados Periódicos CAPES

GEOgraphia - Revista  do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense

Rua Gal. Milton Tavares, s/n, sala 508, Boa Viagem - Niterói - RJ,

CEP 24210-346

Periodiciodade Quadrimestral - ISSN 2674-8126 (Online). Os conteúdos da Revista GEOgraphia estão licenciados em CC BY.