Juriti: uma comunidade amazônica atingida pela mineração

Autores

  • Joao Marcio Palheta Silva Universidade Federal do Pará
  • Christian Nunes Silva Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.22409/GEOgraphia2016.v18i36.a13746

Palavras-chave:

Juruti, Mineração, Grandes Projetos, Amazônia, Arrecadação Municipal

Resumo

Este artigo analisa a organização econômica do território de Juruti a partir da instalação de um grande projeto minerador e o impacto causado numa cidade ribeirinha, Juruti-Pará. Demonstra a mudança de funcionalidade das atividades econômicas a partir da exploração da bauxita por uma grande empresa internacional segundo o modelo de produção vigente na região Amazônica. Modelo este que gerou e gera mais pobreza do que multiplicou e multiplica a riqueza de seus habitantes, aumentando o desequilíbrio entre os municípios que não possuem grandes projetos mineradores em seus territórios.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joao Marcio Palheta Silva, Universidade Federal do Pará

Universidade Federal do Pará (UFPA), Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGEO/UFPA), Grupo Acadêmico Produção do Território e Meio Ambiente na Amazônia (GAPTA/CNPq), Instituto Histórico e Geográfico do Pará (IHGP) e Pesquisador do CNPq.

Christian Nunes Silva, Universidade Federal do Pará

Professor Dr. Adjunto II da Universidade Federal do Pará (UFPA), Professor do PPGEO/UFPA e do PPGEDAM/UFPA, Pesquisador do GAPTA/CNPq, e Membro do Instituto Histórico e Geográfico do Pará (IHGP). 

Downloads

Publicado

2016-05-31

Edição

Seção

Artigos