A ‘Bíblia’ em tradução e a experiência de Franz Rosenzweig

Maria Clara Castellões de Oliveira

Resumo


Neste artigo, forneço uma visão panorâmica de aspectos envolvendo as principais traduções da Bíblia para as línguas grega, latina, inglesa e alemã. Em seguida, abordo o pensamento de Franz Rosenzweig sabre a tradução de textos bíblicos, construído em função do desempenho de tal tarefa em parceria com Martin Buber. Abordo também algumas das estratégias tradutórias por ele utilizadas, que a colocam em sintonia com uma prática tradutória que, na Alemanha, foi inaugurada por Hölderlin e levada adiante por Goethe e Benjamin, entre outros, e que se faz presente no contexto de teorização tradutória pós-estruturalista.


Palavras-chave


Tradução; História da tradução; Tradução bíblica; Rosenzweig, Franz.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


A Gragoatá é uma revista dos Programas de Pós-graduação em Letras da UFF:

Ir para Pós Estudos de Linguagem Ir para Pós Estudos de Literatura


ISSN (impresso) 1413-9073 - de 1996 a 2013
ISSN (online) 2358-4114 - de 2014 em diante


A Gragoatá está indexada nas seguintes bases:

Portal de Periódicos da UFF

Latindex Porbase Google Acadêmico Diadorim Periódicos Capes EZB DOAJ Sumários.Org ErihPlus


Licença Creative Commons
A Gragoatá utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.