Nomes de seres fantásticos do folclore brasileiro em tradução alemã

Autores

  • Diogo Mathias Brum Universidade do Estado do Rio de Jajeiro (UERJ)
  • Ebal Sant'Anna Bolacio Filho Universidade Federal Fluminense (UFF).

DOI:

https://doi.org/10.22409/gragoata.v24i49.34097

Palavras-chave:

tradução literária, lendas folclóricas brasileiras, nomes de seres fantásticos, projetos universitários de tradução

Resumo

O presente artigo objetiva apresentar uma breve análise de soluções tradutórias para nomes de seres fantásticos de lendas folclóricas brasileiras para o idioma alemão. A tradução desses termos desperta um especial interesse, pois lança aos tradutores o desafio de mediar a transferência do significado cultural e folclórico de um termo de uma língua para outra. Neste estudo, com base na classificação de Särkkä (2007), analisamos as traduções para o alemão de três lendas brasileiras, “A Cobra Grande”, “A Iara” e “O Caipora”, publicadas pelo projeto Volkserzählungen aus Brasilien da Associação Ibero-Americana, realizadas com a contribuição de estudantes da Friedrich-Schiller Universität Jena, na Alemanha.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diogo Mathias Brum, Universidade do Estado do Rio de Jajeiro (UERJ)

Pós-graduado em Língua Portuguesa pela FISIG (2014), Graduado em Psicologia pela UERJ (2012) e atualmente concluinte do curso de bacharelado e de licenciatura em Letras Português-Alemão pela UERJ com graduação-sanduíche na Friedrich-Schiller Universität Jena (Alemanha). Foi bolsista do projeto de iniciação científica Vice-Versa (tradução de obras dos Irmãos Grimm) e também do programa de iniciação à docência em alemão LICOM/PLIC, ambos pela UERJ. Integra a Diretoria da Associação de Professores de Alemão do Estado do Rio de Janeiro (Apa-Rio) na função de Primeiro-Secretário. Sua principais áreas de interesse são: ensino de alemão como língua estrangeira, fonética, tradução e psicolinguística. Possui publicações nas áreas de tradução, ensino de alemão como língua estrangeira e psicologia social.

Ebal Sant'Anna Bolacio Filho, Universidade Federal Fluminense (UFF).

Possui licenciatura em Letras Português-Francês pela UERJ, Magister Artium pela Universidade de Frankfurt em Filologia Hispânica, Estudos Latino-Americanos e Estudos do Sudeste Asiático, Especialização em Ensino de alemão pela Universidade de Kassel/UFBA mestrado e doutorado em Letras pela PUC-Rio. De 2010-2018 professor-adjunto do setor de alemão da UERJ. Desde 2018 professor-adjunto do setor de alemão da UFF. Tradutor juramentado para o idioma alemão. Áreas de interesse: ensino de línguas adicionais, formação de professores, sociolinguística, fonética e tradução. Possui publicações nas áreas de formação de professores, linguística e tradução e é membro da diretoria da Associação Brasileira de Estudos Germanísticos no biênio 2019-2020 e presidente da Associação de Professores de Alemão do Rio de Janeiro no mesmo biênio.

Downloads

Publicado

2019-08-27