A ATUALIDADE DO CONFLITO EM NAGORNO-KARABAKH:

UMA ANÁLISE DO PAPEL DO NACIONALISMO NAS HOSTILIDADES ENTRE ARMÊNIOS E AZERIS

Autores

  • Theo Peixoto Scudellari Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Palavras-chave:

Nagorno Karabakh;, Nacionalismo, Armênia, Azerbaijão, Benedict Anderson

Resumo

O conflito entre Armênia e Azerbaijão insere-se em um contexto de instabilidades na região do Cáucaso Sul, de modo que ambos os Estados reclamam para si a posse do território de Nagorno-Karabakh. Apesar do conflito armado entre as partes tomar forma mais violenta em 1994, os desentendimentos são mais antigos e se desdobram em instabilidades até os dias atuais. Neste sentido, o presente artigo tem como objetivo compreender a configuração do nacionalismo e de que modo este impacta nos entendimentos sobre o conflito em Nagorno-Karabakh, não apenas sob a esfera militar, mas político-social, isto é, observando o impacto do sentimento nacionalista sobre os sujeitos englobados no conflito. Além disso, pretende-se investigar as características da instabilidade atual entre as partes e como se pode analisar a expressão nacionalista recente na região. Para tanto, utiliza-se, a partir de um estudo qualitativo-dedutivo, a abordagem de Benedict Anderson sobre o conceito de nacionalismo, bem como as influências recebidas pelo autor para o “tratamento” da complexidade do conceito, inclusive considerando-se a dimensão étnica, fundamental para o caso em questão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARMENIA-AZERBAIJAN: WHY DID NAGORNO-KARABAKH SPARKS A CONFLICT?. BBC News, 12 de novembro de 2020. Disponível em: <https://www.bbc.com/news/world-europe-54324772>.

ARMENIA ANNOUNCES CEASEFIRE AFTER AZERBAIJAN BORDER CLASHES. Aljazeera News, 16 de novembro de 2021. Disponível em: <https://www.aljazeera.com/news/2021/11/16/armenia-azerbaijan-say-clashes-erupt-at-border>.

ARMENIA, AZERBAIJAN GEAR UP FOR NAGORNO-KARABAKH PEACE TALKS. Aljazeera News, 7 de abril de 2022. Disponível em: <https://www.aljazeera.com/news/2022/4/7/armenia-azerbaijan-gear-up-for-nagorno-karabakh-peace-talks>.

ARMÊNIA E AZERBAIJÃO CONCORDAM COM CONVERSAS DE PAZ EM MEIO A NOVAS TENSÕES EM NAGORNO KARABAKH. O Globo, 06 e abril de 2022. Disponível em: <https://oglobo.globo.com/mundo/armenia-azerbaijao-concordam-com-conversas-de-paz-em-meio-novas-tensoes-em-nagorno-karabakh-25465611>.

ARMÊNIA E AZERBAIJÃO TRAVAM NOVOS CONFLITOS NA FRONTEIRA. G1 Notícias, 16 de novembro de 2021. Disponível em: <https://g1.globo.com/mundo/noticia/2021/11/16/armenia-e-azerbaijao-travam-novos-confrontos-na-fronteira.ghtml>.

AVILA, Carlos Federico Domínguez; SUPPO, Hugo Rogélio. O neonacionalismo e a extrema-direita na Europa: reflexões desde as margens. Mural Internacional, v. 13, jan./dez. 2022, pp. 1-13. Disponível em: < https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/muralinternacional/article/view/71066/44220>.

AZERBAIJÃO E ARMÊNIA ASSINAM ACORDO PARA ENCERRAR CONFLITO NA FRONTEIRA. G1 Notícias, 10 de novembro de 2020. Disponível em: < https://www.google.com/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKEwivg9f6tOL3AhXtppUCHRtIDqUQFnoECAYQAQ&url=https%3A%2F%2Fg1.globo.com%2Fmundo%2Fnoticia%2F2020%2F11%2F10%2Fazerbaijao-e-armenia-assinam-acordo-para-encerrar-combates-na-fronteira.ghtml&usg=AOvVaw16dV-VIY7EdQLLGxcHwUzE>.

BERG, Eiki; MÖLDER, Martin. Who is entitled to ‘earn sovereignty’? Legitimacy and regime support in Abkhazia and Nagorno-Karabakh. Nations and Nationalism, v. 18, n. 3, abr. 2012, pp. 1-19. Disponível em: <https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/j.1469-8129.2011.00527.x>.

CHORBAJIAN, Levon. The making-off Nagorno-Karabakh: from secession to republic. New York: Palgrave, 2001.

CONELL, Svante E. Autonomy as a source of conflict: Caucasian Conflicts in Theoretical Perspective. World Politics, v. 54, n. 2, jan. 2002, pp. 245-276. Disponível em: <https://www.cambridge.org/core/journals/world-politics/article/abs/autonomy-as-a-source-of-conflict-caucasian-conflicts-in-theoretical-perspective/5573E2CB6665547B98244E8BCD83468B>.

FARACE, Gabriel et al. As intervenções russas no conflito entre Armênia e Azerbaijão. Fronteira, v. 16, n. 31, set. 2017, pp. 28-51. Disponível em: <http://periodicos.pucminas.br/index.php/fronteira/article/download/12796/12270/0>.

KANT, Immanuel. À paz perpétua. Porto Alegre: L&PM, 1989.

KOLSTO, Pal; BLAKKISRUD, Helge. Living with Non-recognition: State- and Nation-

building in South Caucasian Quasi-states. Europa-Asia Studies, v. 60, n. 3, abr. 2008, pp. 483-509. Disponível em: <https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/09668130801948158?casa_token=vcVNA-rOdL0AAAAA%3A65x81jP1aHPQZxX58_SlCoGZNS-QkAU4LIWcpfrivCSqUf_nnLRPKJ5M_KwypY8YKSVbOfnKA4UyNg>.

LOUREIRO, Heitor; PORTO, Pedro Bogossian. A guerra de Nagorno-Karabakh: as disputas em torno dos conceitos de ‘vítima’ e ‘genocídio’ no tempo presente. Revista Tempo e Argumento, v. 13, n. 32, abr. 2021, pp. 1-37. Disponível em: <https://www.revistas.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180313322021e0111/12888>.

LOUREIRO, Heitor de Andrade Carvalho. Considerações Sobre a Abordagem da Mídia Brasileira ao Genocídio Armênio. Revista Ética e Filosofia Política, v. 1, n. 10, 2007, pp. 1-16. Disponível em: <https://periodicos.ufjf.br/index.php/eticaefilosofia/article/view/17844>.

MARTINS, Monica Dias. Benedict Anderson: um inquieto observador de estrelas. Tensões Mundiais, v. 1, n. 1, 2005, pp. 9-15. Disponível em: <https://revistas.uece.br/index.php/tensoesmundiais/issue/view/80>.

NAGORNO-KARABAKH: Armenia, Azerbaijan ‘violated laws of war’. Aljazeera News, 14 de janeiro de 2021. Disponível em: <https://www.aljazeera.com/news/2021/1/14/amnesty-international-law-violated-in-nagorno-karabakh-conflict>.

NOGUEIRA, Carolina Dantas. O Conflito em Nagorno-Karabakh. Conjuntura Internacional PUC Minas, v. 3, n. 3, fev. 2006, pp. 1-4. Disponível em: <http://periodicos.pucminas.br/index.php/conjuntura/article/view/7312/6355>.

OLIVEIRA, Victor Mariottini. Um Delicado Xadrez no Cáucaso: Implicações do Acordo de Cessar-Fogo entre Armênia e Azerbaijão. Observatório Cosmopolita, 2 de junho de 2021. Disponível em: < https://www.cosmopolita.org/post/um-delicado-xadrez-no-c%C3%A1ucaso-implica%C3%A7%C3%B5es-do-acordo-de-cessar-fogo-entre-arm%C3%AAnia-e-azerbaij%C3%A3o>.

ONU. Imagem 1: Localização Geográfica da Armênia. Disponível em: <https://www.un.org/geospatial/mapsgeo/generalmaps/armenia>.

ONU. Imagem 2: Localização Geográfica do Azerbaijão. Disponível em: <https://www.un.org/geospatial/mapsgeo/generalmaps/azerbaijan>.

PROTESTERS STORM ARMENIAN PARLIAMENT IN ANGER OVER NAGORNO-KARABAKH DEAL. RFL/EL Armenian Service, 10 de novembro de 2020. Disponível em: < https://www.rferl.org/a/protesters-storm-armenian-parliament/30940248.html>.

SIMÃO, Lucínia. Engaging Civil Society in the Nagorno Karabakh Conflict: What Role for the EU and its Neighbourhood Policy?. Brighton: MICROCON Policy Working Paper 11, 2010.

SUPPO, Hugo R.; LESSA, Mônica Leite. O estudo da dimensão cultural nas Relações Internacionais: contribuições teóricas e metodológicas. In: LESSA, Monica Leite; GONÇALVES, Williams da Silva (org.). História das relações internacionais: teorias e processos. Rio de Janeiro: Editora UERJ, 2007. Capítulo 7, pp. 223-250.

UMUT, Uzer. Nagorno-Karabakh in Regional and World Politics: A Case Study for Nationalism, Realism and Ethnic Conflict. Journal of Muslim Minority Affairs, v. 32, n.2, jul. 2012, pp. 245-252. Disponível em: <https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/13602004.2012.694668?casa_token=Nata12phw1kAAAAA%3A69cvn6oVQh7TCgzAUyyorPnyHNdzsSpGHh9G-bEQvLFD0XO2lSNEKrNpUTOOPP_UQv3JRO2Le9fxlQ>.

WIKIMEDIA. Imagem 3: as fronteiras de Nagorno Karabakh e a presença armênia em território azeri. Disponível em: < https://diplomatique.org.br/nagorno-karabakh-entre-armenia-e-azerbaijao/>.

Downloads

Publicado

2023-07-25

Como Citar

Peixoto Scudellari, T. (2023). A ATUALIDADE DO CONFLITO EM NAGORNO-KARABAKH:: UMA ANÁLISE DO PAPEL DO NACIONALISMO NAS HOSTILIDADES ENTRE ARMÊNIOS E AZERIS. Revista Hoplos, 7(12), 8-28. Recuperado de https://periodicos.uff.br/hoplos/article/view/54498

Edição

Seção

Artigos