EDUCAÇÃO AMBIENTAL: DA (DES) CONSTRUÇÃO DE UM CLICHÊ A UMA PERSPECTIVA CRÍTICA EM EDUCAÇÃO.

Autores

  • Priscila Cardoso Moraes de Souza Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro – IFRJ Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ensino de Ciências Mestrado Profissional em Ensino de Ciências

DOI:

https://doi.org/10.22409/resa2012.v5i1.a21133

Resumo

A presente comunicação tem por objetivo propor reflexões a respeito da urgente necessidade de superação da visão reducionista da Educação Ambiental (EA) no cenário atual, que a torna, muitas vezes, um mero clichê, como tantos outros modismos temáticos presentes no contexto educacional, sendo traduzida em práticas educativas simplistas, impossibilitando, assim, o debate acerca dos aspectos sociais, políticos e econômicos que a constituem. Propõe-se a problematização da temática ambiental por meio do questionamento das ênfases e omissões em alguns documentos oficiais que dela tratam, direta ou indiretamente. São apontadas fragilidades e desafios, e enfatiza-se a importância de que a Educação Ambiental seja trabalhada de modo crítico e significativo em nossas escolas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Moraes de Souza, P. C. (2013). EDUCAÇÃO AMBIENTAL: DA (DES) CONSTRUÇÃO DE UM CLICHÊ A UMA PERSPECTIVA CRÍTICA EM EDUCAÇÃO. Ensino, Saude E Ambiente, 5(1). https://doi.org/10.22409/resa2012.v5i1.a21133

Edição

Seção

Artigos