O que os Movimentos de Mulheres e os Ecofeminismos do Sul nos ensinam? Apontamentos para a Educação Ambiental de Base Comunitária

Carolina Alves Gomes Oliveira, Luz Ángela Prada Rojas, Katiuska Andrea Fonseca Prada, Stephanie Di Chiara Salgado

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo refletir sobre o diálogo entre a Educação Ambiental de Base Comunitária (EABC) e os movimentos Ecologistas de Mulheres e Ecofeminismos. Busca-se, portanto, nas experiências das resistências e práticas ambientais comunitárias, onde as mulheres tem presença preponderante, as bases para se pensar processos pedagógicos alternativos que caminhem no sentido da emancipação comunitária e superação das desigualdades sociais, ambientais, raciais e de gênero. Nesse caminho, levantamos alguns temas que aparecem como contribuições dos acúmulos destes movimentos para a EABC, dentre eles: a crítica radical à crise ambiental; a concepção de outras sustentabilidades; a noção da luta ambiental como luta pelo comum e os resgates dos saberes ambientais na cultura popular.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/resa2020.v0i0.a40225

Apontamentos

  • Não há apontamentos.