Extensão universitária como estratégia de ensino e seu impacto na formação profissional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22409/resa2021.v14i3.a44396

Palavras-chave:

relações comunidade-instituição, educação em saúde, educação superior

Resumo

Objetivou-se analisar a experiência da extensão universitária no processo de formação profissional, sob a percepção de acadêmicos de Odontologia. Trata-se de um estudo observacional descritivo, desenvolvido com graduandos participantes do programa de extensão “Promoção de Saúde Bucal nas Escolas de Educação Básica”, realizado por uma Instituição Pública de Ensino Superior do estado de São Paulo. Os dados foram coletados pela técnica de entrevista, com filmagem, utilizando-se o critério de saturação. Os resultados foram analisados pela Técnica do Discurso do Sujeito Coletivo, identificados em três categorias, Desenvolvimento Profissional, Desenvolvimento Pessoal e Experiência da Extensão Universitária. A observação dos discursos revelou que a extensão universitária proporciona oportunidades de vivencias únicas, que possibilitam o desenvolvimento de habilidades essenciais e crescimento pessoal. Conclui-se que a troca de conhecimentos e experiências ocasionadas pela extensão contribuem para a formação de um profissional qualificado, com consciência social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suzely Adas Saliba Moimaz, Universidade Estadual Paulista, Araçatuba, SP, Brasil

Possui graduação em Odontologia pela Unesp - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Odontologia de Araçatuba(1986), mestrado (1997) e doutorado em Odontologia Preventiva e Social pela mesma universidade (1998). Atualmente é professora titular na Unesp - Faculdade de Odontologia de Araçatuba. Tem experiência na área de Odontologia, com ênfase em Saúde Pública, atuando principalmente nos seguintes temas: epidemiologia em saúde bucal, políticas públicas de saúde, gestantes, cárie dentária, fluoretação das águas, educação em saúde.

Aretuza Marques Bottós, Universidade Estadual Paulista, Araçatuba, SP

Graduada em Odontologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Faculdade de Odontologia de Araçatuba. FOA/UNESP. Atualmente, mestranda em Odontologia Preventiva e Social pela Faculdade de Odontologia de Araçatuba - FOA/UNESP.

Cléa Adas Saliba Garbin, Universidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Odontologia, Araçatuba.

Possui graduação em Direito - Instituição Toledo de Ensino (1997), graduação em Odontologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1991), mestrado em Odontologia Legal e Deontologia pela Universidade Estadual de Campinas (1994) e doutorado em Odontologia Legal e Deontologia pela Universidade Estadual de Campinas (1999), e Livre Docente em Odontologia Legal e Bioética. Atualmente é professora titular da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Odontologia, com ênfase em Odontologia Social e Preventiva, atuando principalmente nos seguintes temas: legislação odontológica, saúde bucal, prevenção, odontologia legal e ética odontológica e Bioética.

Nemre Adas Saliba, Universidade Estadual Paulista, Araçatuba, SP

Possui graduação em Odontologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1961), mestrado em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (1963) e doutorado em Odontologia Preventiva e Social pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1968). Atualmente é professora voluntária da Faculdade de Odontologia de Araçatuba Unesp. Tem experiência na área de Odontologia, com ênfase em Odontologia Social e Preventiva, atuando principalmente nos seguintes temas: saúde bucal, educação e saúde, cárie dentária, flúor e escovação dentária.

Tânia Adas Saliba, Universidade Estadual Paulista, Araçatuba, SP

Possui graduação em Odontologia pela Unesp - Universidade Estadual Paulista (1994), mestrado (1998) e doutorado (2001) em Odontologia Legal e Deontologia pela Unicamp - Universidade Estadual de Campinas. Atualmente é Professora Adjunto do Departamento de Odontologia Preventiva e Restauradora, disciplinas de Orientação Profissional I e II. Coordenadora do Programa de Pós-Graduação Saúde Coletiva em Odontologia da Faculdade de Odontologia de Araçatuba-UNESP onde também atua como professora permanente e orientadora dos cursos de mestrado e doutorado . Tem experiência na área de Odontologia, com ênfase em Odontologia Social e Preventiva; Orientação Profissional e Odontologia Legal.

Referências

ALBUQUERQUE, Olga Maria Ramalho de et al. Formação acadêmica para promover saúde: uma proposta inovadora. Revista em Extensão, v. 16, n. 2, p. 9-24, 2018. https://doi.org/10.14393/REE_v16n22017_art01

ALCANTARA, Thais Leite de Alcântara et al. Fatores associados à saúde bucal de pré-escolares inseridos em programa educativo preventivo no município de Piracicaba/SP. RPG Rev Pós-Grad. v. 18, n. 2, p. 102-107, 2011. Disponível em: http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?pid=S0104-56952011000200007&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 27 fev. 2022.

ARAÚJO, Marise Barros de Souza; ROCHA, Paulo de Medeiros. Trabalho em equipe: um desafio para a consolidação da estratégia de saúde da família. Ciênc Saúde Coletiva, v. 12, n. 2, p. 455-464, 2007. https://doi.org/10.1590/S1413-81232007000200022

BENETTI, Pablo César; SOUSA, Ana Inês de; SOUZA, Maria Helena de Nascimento. Creditação da extensão universitária nos cursos de graduação: relato de experiência. Rev Bras Ext Univ, v. 6, n. 1, p. 25-32, 2015. https://doi.org/10.36661/2358-0399.2015v6i1.1951

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 10.172, de 9 de janeiro de 2001. Aprova o Plano Nacional de Educação-PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União. 9 Jan 2001. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10172.htm Acesso em: 27 fev. 2022.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União, 25 Jun 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm Acesso em: 27 fev. 2022.

BRASIL. Congresso Nacional. Câmara dos Deputados. Decreto nº 19.851, de 11 de abril de 1931. Dispõe que o ensino superior no Brasil obedecerá, de preferência, ao sistema universitário, podendo ainda ser ministrado em institutos isolados, e que a organização técnica e administrativa das universidades é instituída no presente Decreto, regendo-se os institutos isolados pelos respectivos regulamentos, observados os dispositivos do seguinte Estatuto das Universidades Brasileiras. 1931. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1930-1939/decreto-19851-11-abril-1931-505837-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 27 fev. 2022.

BRASIL. Lei nº 4.024, de 20 de dezembro de 1961. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União. 20 Dez 1961. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l4024.htm Acesso em: 27 fev. 2022.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 5.540, de 28 de novembro de 1968. Fixa normas de organização e funcionamento do ensino superior e sua articulação com a escola média, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l5540.htm. Acesso em: 27 fev. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CNE-CES nº 3, de 19 de fevereiro de 2002. Instituiu as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Odontologia. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=75861-rces002-02-pdf&category_slug=novembro-2017-pdf&Itemid=30192 Acesso em: 27 fev. 2022.

CARDOSO, Andréa Catelan et al. O estimulo à prática da interdisciplinaridade e do multiprofissionalismo: a extensão universitária como uma estratégia para a educação interprofissional. Rev ABENO, v. 15, n. 2, p. 12-19, 2015. https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v15i2.93

CURI, Paula Land; BAPTISTA, Júlia Gonçalves Barreto. Quando a universidade verte para a cidade: emancipando e formando sujeitos através de ações no território. Ensino, Saúde e Ambiente, v. 9, n. 3, p. 269-282, 2016. Disponível em: https://periodicos.uff.br/ensinosaudeambiente/article/download/21241/12713/77670 Acesso em: 27 fev. 2022.

DAVE, Gaurave et al. Conceptualizing trust in community-academic research partnerships using concept mapping approach: a multi-CTSA study. Eval Program Plann, v. 66, p. 70-78, 2018. https://doi.org/10.1016/j.evalprogplan.2017.10.007

FADEL, Cristina Berger et al. O impacto da extensão universitária sobre a formação acadêmica em odontologia. Interface (Botucatu), v. 17, n. 47, p. 937-946, 2013. https://doi.org/10.1590/1807-57622013.3811

FÓRUM DE PRÓ-REITORES DE EXTENSÃO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS. Extensão universitária: organização e sistematização. Belo Horizonte: Coopmed, 2007. Disponível em: https://www.ufmg.br/proex/renex/images/documentos/Organizacao-e-Sistematizacao.pdf Acesso em: 27 fev. 2022.

FREITAS, Maria Cecília de et al. A extensão no combate a dengue: intervenção com crianças de uma escola pública de Belo Horizonte. Ensino, Saúde e Ambiente, v. 12, n. 3, p. 190-201, 2019. https://doi.org/10.22409/resa2019.v12i3.a21627

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Síntese de indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira, 2018. Disponível em https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101629.pdf. Acesso em: 28 fev. 2022.

LANZIERI, Pedro Gemal et al. "Boa noite, bom dia HUAP!", uma experiência de humanização na formação de profissionais da área de saúde. Interface (Botucatu), v. 15, n. 36, p. 289-298, 2011. https://doi.org/10.1590/S1414-32832010005000031

LEFÈVRE, Ana Maria Cavalcanti; CRESTANA, Maria Fazanelli; CORNETTA, Vitória Kedy. A utilização da metodologia do discurso do sujeito coletivo na avaliação qualitativa dos cursos de especialização “Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos em Saúde-CADRHU”. Saúde Soc, v. 12, n.2, p. 68-75, 2003. https://doi.org/10.1590/S0104-12902003000200007

LEFÈVRE, Fernando; LEFÈVRE, Ana Maria Cavalcanti. O Discurso do Sujeito Coletivo: um novo enfoque em pesquisa qualitativa (Desdobramentos). Caxias do Sul: EDUCS, 2003.

MOIMAZ, Suzely Adas Saliba et al. Serviço extra-mural odontológico: impacto na formação profissional. Pesq Bras Odontoped Clin Integr, v. 4, n. 1, p. 53-57, 2004. Disponível em https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-872749. Acesso em: 27 fev. 2022.

MOIMAZ, Suzely Adas Saliba et al. A experiência da saúde coletiva na formação profissional: retrato da extensão universitária. Rev Ciênc Ext, v. 9, n. 2 p. 152-166, 2013. Disponível em: https://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/article/view/768/853. Acesso em: 27 fev. 2022.

MOIMAZ, Suzely Adas Saliba et al. Extensão universitária na ótica de acadêmicos: o agente fomentador das Diretrizes Curriculares Nacionais. Rev ABENO, v. 15, n. 4, p. 45-54, 2015a. https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v15i4.203

MOIMAZ, Suzely Adas Saliba et al. Extensão universitária como ferramenta geradora de ensino-aprendizagem e produtora de pesquisa. Rev Conex UEPG, v. 11, n. 2, p. 140-149, 2015b. Disponível em: https://revistas2.uepg.br/index.php/conexao/article/view/6875 Acesso em: 27 fev. 2022.

NASCIMENTO, Luciana de Cássia Nunes et al. Saturação teórica em pesquisa qualitativa: relato de experiência na entrevista com escolares. Rev Bras Enferm, v. 71, n. 1, p. 228-233, 2018. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0616

PEDUZZI, Marina; AGRELI, Heloisa Fernandes. Trabalho em equipe e prática colaborativa na Atenção Primária à Saúde. Interface (Botucatu), v. 22, n. 2, p. 1525-1534, 2018. https://doi.org/10.1590/1807-57622017.0827

SALIBA, Nemre Adas et al. Integração ensino-serviço e impacto social em cinquenta anos de história de saúde pública na Faculdade de Odontologia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Revista Gaúcha de Odontologia (Impresso), v. 57, n. 4, p. 459-465, 2009.

SANTOS, Karina Tonini dos et al. Percepção discente sobre a influência de estágio extramuro na formação acadêmica odontológica. Rev Odontol Unesp, v. 42, n. 6, p. 420-425, 2013. https://doi.org/10.1590/S1807-25772013000600005

SANTOS, Karina Tonini dos; GARBIN, Artenio José Isper; GARBIN, Cléa Adas Saliba. Saúde bucal nas escolas: relato de experiência. Rev Ciênc Ext, v. 8, n. 1, p. 161-169, 2012. Disponível em: https://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/article/viewFile/493/640 Acesso em: 27 fev. 2022.

SOUZA, Fernanda de Oliveira et al. A importância da assistência integral à saúde da mulher na prevenção do câncer de mama: um projeto de intervenção. Ensino, Saúde e Ambiente; v. 9, n. 1, p. 33-42, 2016. https://doi.org/10.22409/resa2016.v9i1.a21214

Downloads

Publicado

2022-05-18

Como Citar

Moimaz, S. A. S. ., Bottós, A. M., Garbin, C. A. S., Saliba, N. A., & Saliba, T. A. (2022). Extensão universitária como estratégia de ensino e seu impacto na formação profissional. Ensino, Saude E Ambiente, 14(3), 982-994. https://doi.org/10.22409/resa2021.v14i3.a44396

Edição

Seção

Artigos