Oficinas de Criatividade: atendimento à população de rua

Renata Santos Ferreira, Simone Cristina Amorim, Letícia Geraldo Firmino, Isabela Cristina Gambaro

Resumo


O presente trabalho é um relato de experiência do estágio curricular de Oficina de Criatividade, realizado com população de rua. Esta modalidade de intervenção visa atender populações que normalmente estão à margem dos serviços tradicionais de psicologia. Utiliza técnicas expressivas como meio de acesso às experiências humanas e sua finalidade é favorecer a transformação das relações e ampliar o horizonte existencial de cada integrante. A perspectiva teórica adotada a respeito do trabalho com população de rua pressupõe o distanciamento da patologização dos comportamentos desviantes e moralmente estabelecidos e prioriza a valorização, a aproximação e o reconhecimento dos diferentes modos de ser e estar no mundo. A experiência aqui descrita atendeu a este propósito na medida em que os participantes puderam refletir e compartilhar seus saberes, histórias e cultura, sentindo-se valorizados para reconhecer ou construir e comunicar seu posicionamento crítico a respeito de certa institucionalização concreta e cultural dos serviços socioassistenciais e psicológicos direcionados a este público. Desde modo, entendemos que a Oficina de Criatividade favoreceu mútuas afetações entre pesquisador, pesquisado e instituição, num exercício de ressignificação sobre o fazer psicológico e seu potencial transformador.

Palavras-chave


Psicologia; Oficina de Criatividade; população de rua

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Ângela Nobre de. Oficinas de Criatividade: Deslocamentos e Com-Posições. In: CUPERTINO, Christina M. B. (Org). Espaços de criação em Psicologia: oficinas na prática. São Paulo: Annablume, 2008. p. 53-76.

BOCK, Ana Mercês Bahia (Org.). A Psicologia e sua ideologia: 40 anos de compromisso com as elites. In: ______. Psicologia e compromisso social. São Paulo: Cortez, 2003. p. 15-28.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Manual sobre o cuidado à saúde junto a população em situação de rua. Brasília: Ministério da Saúde, 2012. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/manual_cuidado_populalcao_rua.pdf. Acesso em: 09 jun. 2019.

CUPERTINO, Christina Menna Barreto. O cultivo da imaginação e a atenção à diversidade. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE PRÁTICAS PSICOLÓGICAS EM INSTITUIÇÃO, 7., 2007, São Paulo. Anais... São Paulo: PUC/Liber, 2007. p. 1-12.

CUPERTINO, Christina Menna Barreto. Atuação em campo com Oficinas de Criatividade: que Psicologia se faz? In: SIMPÓSIO NACIONAL DE PRÁTICAS PSICOLÓGICAS EM INSTITUIÇÕES, 8., 2008, São Paulo. Anais... São Paulo, 2008.

JAPIASSÚ, Hilton; MARCONDES, Danilo. Dicionário Básico de Filosofia. 5. ed. Rio de Janeiro: J. Zahar, 2008. Disponível em: https://sites.google.com/site/sbgdicionariodefilosofia/desvendamento. Acesso em: 18 ago. 2014.

JUSTO, José Sterza. Andarilhos e trecheiros: errâncias e nomadismo na contemporaneidade. 2005. 323f. Tese (Livre-Docência) – Faculdade de Ciências e Letras de Assis – Universidade Estadual Paulista, Assis, 2005.

JUSTO, José Sterza; NASCIMENTO, Eurípedes Costa do. Errância e delírio em andarilhos de estrada. Psicol. Reflex. Crit., Porto Alegre, v. 18, n. 2, p. 177-187, ago. 2005. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722005000200005

LILIENTHAL, Luiz A.; MORATO, Henriette, T. P. Metodologia utilizada em uma oficina de recursos expressivos. In: CUPERTINO, Christina Menna Barreto. (Org). Espaços de criação em Psicologia: oficinas na prática. São Paulo: Annablume, 2008. p. 93-121.

OSTRONOFF, Vera Helena; FÁVERO, Cacilda B.; BALDIN, Paola D. Uma experiência de supervisão em oficinas de criatividade. In: CUPERTINO, Christina Menna Barreto (Org.). Espaços de criação em Psicologia: oficinas na prática. São Paulo: Annablume, 2008. p. 77-94.

PESSANHA, Juliano Garcia. Ensaio II. In: ______. Ignorância do Sempre. São Paulo: Ateliê, 2000. p. 101-121.




DOI: https://doi.org/10.22409/1984-0292/v31i2/5620

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: