Você é Sertão? – Marcel Mauss, a Ciência Política e o Sertão de Guimarães Rosa

Flávia Lages

Resumo


O presente artigo tem por objetivo discutir as visões do personagemlugar “Sertão”, apresentado na obra de João Guimarães Rosa: Grande Sertão: Veredas. Através das possibilidades interpretativas, debatem-se as modalidades simbólicas do Sertão tendo por base a teoria de Marcel Mauss, buscando perceber de que forma o raciocínio pautado neste autor, aplicado ao Sertão – criado e apresentado por Guimarães Rosa –, pode ser utilizado para uma percepção de uma análise política. Restam claras as múltiplas possibilidades interpretativas do personagem-lugar assim como a sua utilidade na reflexão histórico-social da política a partir das ideias e definições de Mana que Mauss criou.

Texto completo:

PDF

Referências


BARRETO, Rócio S. N. Magia, mana: aspectos centrais a partir das obras de Durkheim e Mauss. Disponível em . Acesso em 01 de maio de 2011.

BERRINI, Beatriz (org.). Convivendo com Guimarães Rosa: Grande Sertão: veredas. São Paulo: EDUC, 2004.

CARVALHO, José Murilo de. Mandonismo, Coronelismo, Clientelismo: Uma Discussão Conceitual. Dados [online]. 1997, vol.40, n.2. Disponível em: . Acesso em 30 mar 2012.

CERIBELLI, Marilda. Teatro Romano e as comédias de Plauto. Rio de Janeiro: Sete Letras, 1995.

LEONEL, Maria Célia. Guimarães Rosa: magma e gênese da obra. São Paulo: UNESP, 2000.

LIPPOLIS, Enrico. Grande Sertão: veredas: o sertão como símbolo do inconsciente. Lorena, Revista Ângulo, n. 115, out-dez 2008, pp. 73-81.

MARTINS, José Maria. Guimarães Rosa: o alquimista do coração. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

MAUSS, Marcel. Sociologia e antropologia. São Paulo: Cosac Naify, 2003.

ROSA, Guimarães. Grande Sertão: veredas. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2006.

ROSA, João Guimarães. Primeiras estórias. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005.

SCHIAVO, Sylvia. Sertão uno e múltiplo ou “lua pálida no firmamento da razão”. Goiania, Sociedade e Cultura, Universidade Federal de Goiás, a. 10, n 001, pp. 41-44.




DOI: https://doi.org/10.22409/pragmatizes3.3.a10350

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

https://labacuff.wordpress.com/

https://www.ppcultuff.com/

http://iacs.sites.uff.br/

http://uff.br/

https://www.abecbrasil.org.br/novo/

http://iacs.sites.uff.br/graduacao_producao-cultural/

https://www.facebook.com/Pragmatizes-302946063167783/

https://sfdora.org/

https://www.latindex.org/latindex/ficha?folio=22753

https://www.redib.org/recursos/Search/Results?lookfor=pragmatizes

https://doaj.org/search?source=%7B%22query%22%3A%7B%22query_string%22%3A%7B%22query%22%3A%22PragMATIZES%22%2C%22default_operator%22%3A%22AND%22%7D%7D%7D