FEDERALISMO E RELAÇÕES INTERGOVERNAMENTAIS: uma análise dos processos de implementação e gestão dos Sistemas Municipais de Cultura

Rafael Luiz de Aquino

Resumo


A artigo tem como objetivo analisar a efetividade da indução federativa na tomada de decisão dos municípios em pactuar com a política de organização intergovernamental da gestão cultural, proposta pelo Sistema Nacional de Cultura. A partir da análise documental e da coleta de material empírico, realizada por meio de estudos de caso, busca-se evidenciar os aspectos discricionários, formais, técnicos, sociais e políticos envolvidos no processo de implementação e gestão dos Sistemas Municipais de Cultura. Foram tomados como objetos do estudo de caso os municípios de Betim, Contagem, e Sabará, em função das diferenciações políticas, administrativas e de recursos financeiros disponibilizados para viabilizar suas políticas locais de cultura. As administrações municipais objeto do estudo têm população superior a 100 mil habitantes e possuem Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) entre os patamares alto e médio. Minas Gerais é o estado da federação com o maior número de municípios, somando um total de 853 governos locais, que possuem situação econômica e formação socioespacial bastante diversa. Neste contexto, o conjunto de municípios que formam a Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) permite elaborar uma contribuição conceitual e analítica referente à efetividade do desenvolvimento local das políticas públicas de cultura, estabelecidas em regime de cooperação intergovernamental.

 


Texto completo:

PDF

Referências


ABRÚCIO, Fernando Luiz. A coordenação federativa no Brasil: a experiência do período FHC e os desafios do governo Lula. Revista de Sociologia e Política. Curitiba, v.24, p. 41-67, 2005.

ARRETCHE, Marta. Estado Federativo e Políticas Sociais: determinantes da descentralização. São Paulo: FAPESP, 2000.

BETIM. Prefeitura Municipal. Lei nº 6052, de 21 de junho de 2016. Dispõe sobre o Sistema Municipal de Cultura de Betim. Betim, 2017. Disponível em: < https://goo.gl/RfllSj >. Acesso em: 10 jan. 2017.

BRASIL. Ministério da Cultura. Estruturação, Institucionalização e implementação do Sistema Nacional de Cultura. Brasília, 2011. Disponível em: < https://goo.gl/6TL9OS >. Acesso em: 15/09/2016.

CALABRE, Lia et al. A cultura no âmbito federal: leis, programas e municipalização. Artigo apresentado no seminário Cidades e Políticas Públicas de Cultura, 2011.

CONTAGEM. Prefeitura Municipal. Lei nº 138, de 04 de julho de 2012. Dispõe sobre a criação da Fundação Cultural do Município de Contagem e dá outras providências. Diário Oficial de Contagem, 05 jul. 2012. Disponível em: < https://goo.gl/8zQ2Gs>. Acesso em: 02 jan. 2017.

CUNHA FILHO, Francisco Humberto. Sistema Nacional da Cultura: Fato, Valor e Norma.ENECULT- Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, III. Anais, Salvador: Universidade Federal da Bahia, 2007.

DUARTE, Marisa Ribeiro Teixeira; FARIA, Geniana Guimarães. Sistemas Sociais. In: CASTRO; Carmem Lúcia Fretas de; GONTIJO, Cyntia Rúbia Braga; AMABILE, Antônio Eduardo de Noronha (org.). Dicionários de Políticas Públicas. Barbacena, MG: EdUEMG. p.440-443, 2012.

FARIA, Cláudia F; PETINELLI, Viviane; LINS, Isabella L. Conferências de Políticas Públicas: um Sistema Integrado de Participação e Deliberação? IV Congresso Latino Americano de Opinião Pública da WAPOR, Belo Horizonte. 2011.

GARCIA, Jorge Edson. O Sistema Nacional de Cultura: Ressonâncias e Desenvolvimento Regional. IV Seminário Internacional de Políticas Culturais. Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa, 2013.

MEIRA, Márcio. Sistema Nacional de Cultura: Um panorama do processo de estruturação – acúmulo, desafios e perspectivas. Mesa 2 - Seminário Internacional sobre Sistemas de Cultura. Youtube, 02 jun. 2016.

PARTIDO DOS TRABALHADORES. A Imaginação a Serviço do Brasil. São Paulo, PT, 2003.

PIERSON, Paul. Fragmentedwelfarestates:Federal institutionsandthedevelopmentof social policy. Governance, v. 8, n. 4, p. 449-478, 1995.

SABARÁ. Prefeitura Municipal.Lei nº 2194, de 11 de julho de 2016. Dispõe sobre o Sistema Municipal de Cultura de Sabará. Mensagem recebida por: em 03 fev.2017.

SABARÁ. Prefeitura Municipal. Minuta do Plano Municipal de Cultura de Sabará 2013-2022. Sabará, out. 2012, p.01-63.

SANO, Hironobu. Articulação Horizontal no Federalismo Brasileiro: Os Conselhos de Secretários Estaduais. 2008. Tese de Doutorado - Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2010.

SANTA LUZIA. Prefeitura Municipal. Minuta do Plano Municipal de Cultura de Sabará 2013. Santa Luzia, 2013. Disponível em: . Acesso em: 16 jan.2017.

SOARES, Márcia Miranda. Desafios do Federalismo Brasileiro. Em Debate, v.5, n.5, p.23-29, 2013.

SOUZA, Celina. Governos locais e gestão de políticas sociais universais. São Paulo emperspectiva, v. 18, n. 2, p. 27-41, 2004.

WRIGTH, Deil S. Para Entender las Relaciones Intergubernamentales. California: Books/Cole PublishingCompany, 1997.




DOI: https://doi.org/10.22409/pragmatizes2018.14.a10473

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

https://labacuff.wordpress.com/

https://www.ppcultuff.com/

http://iacs.sites.uff.br/

http://uff.br/

https://www.abecbrasil.org.br/novo/

http://iacs.sites.uff.br/graduacao_producao-cultural/

https://www.facebook.com/Pragmatizes-302946063167783/

https://sfdora.org/

https://www.latindex.org/latindex/ficha?folio=22753

https://www.redib.org/recursos/Search/Results?lookfor=pragmatizes

https://doaj.org/search?source=%7B%22query%22%3A%7B%22query_string%22%3A%7B%22query%22%3A%22PragMATIZES%22%2C%22default_operator%22%3A%22AND%22%7D%7D%7D