Sobre o nascimento e o crescimento dos autores e da autoria no cenário intercultural brasileiro

Nietta Monte

Resumo


O trabalho debate a emergência de novas categorias culturais e profissionais entre povos indígenas da Amazônia brasileira – professores, agentes agroflorestais e realizadores-videastas – situando-os como parte das estratégias de exercício dos direitos à diferença lingüística-cultural e à igualdade sociopolítica no final do século XX. Discute também como os processos educacionais desenvolvidos na formação destes atores tronaram-se possíveis num contexto de diálogo e conflito envolvendo um conjunto de povos indígenas, indivíduos e instituições civis e governamentais nacionais e internacionais.

Palvras-chave: educação; interculturalismo; povos indígenas.


Texto completo:

Sem título


DOI: https://doi.org/10.22409/mov.v0i12.156

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Nietta Monte

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 Fontes de indexação:

                                                                              

 

 

Apoio:

 

                                                                   

   

 

                              

 

 

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

click counter
click counter
click counter