Eros colado à pele: dialogia entre profundidade e superfície na poesia de Luís Miguel Nava

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22409/cadletrasuff.v31i61.44161

Palavras-chave:

literatura, estudos de literatura

Resumo

A elaboração de um breve percurso nas áreas da Filosofia, Psicanálise e Estudos Literários para pensar a pele em sua relação paradoxal vista em muitas dicotomias, mas resumida no par superfície/profundidade é um dos motes desse trabalho. Intenta-se, inicialmente, restituir a importância da superfície da pele e demonstrar sua dialogia com o profundo. Para isso, convocam-se os estudos de Maria Cristina Franco Ferraz, Didier Anzieu e Joel Birman, a fim de sedimentar a pele na constituição do ser, incluindo sua formação erótica. A seguir, procura-se alinhavar a teoria e os conceitos acerca da pele à poesia de Luís Miguel Nava, prenhe em temáticas ligadas ao corpo e que privilegiam a porosidade da pele como transcrição da realidade, bem como a inserção do eros – notadamente homossexual – na composição dos poemas. Para esse segundo momento, são basilares os estudos de Alberto Pucheu, Rosa Maria Martelo, Sinei Ferreira Sales. Assim, cogita-se demonstrar a centralidade da pele na poesia naviana, que se desdobra na restituição do sensível à superfície – evidenciando várias nuances desse deslocamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodolpho Amaral, Universidade Federal Fluminense

Licenciado em Letras (Português/Literaturas) pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2015). Em 2011 participou da seleção para o Programa de Licenciaturas Internacionais (PLI) destinado a acontecer em Portugal. Obtendo aprovação, estudou por dois anos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC), o que lhe valeu uma dupla diplomação. Foi bolsista PNAP (Programa Nacional de Apoio à Pesquisa) da Fundação Biblioteca Nacional (FBN) no período de 2014 a 2015, integrando o projeto de pesquisa A Biblioteca Invisível: livros e documentos malditos, esquecidos e censurados. Atualmente, é mestrando do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Literatura, subárea Literatura Portuguesa e Literaturas Africanas de Língua Portuguesa da Universidade Federal Fluminense (UFF), sob orientação da Prof.ª Dr.ª Tatiana Pequeno. Bolsista CAPES.

Referências

AMARAL, Fernando Pinto do. As cicatrizes da lava (Prefácio). In: NAVA, Luís Miguel. Poesia Completa 1979-1994. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2002, p. 17-31.

ANZIEU, Didier. O eu-pele. Tradução de Zakie Yazigi e Rosali Mahfuz. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1989.

BARTHES, Roland. Fragmentos de um discurso amoroso. Tradução de Hortênsia dos Santos. Rio de Janeiro: F. Alves, 1981.

BIRMAN, Joel. Cartografias do feminino. São Paulo: Editora 34, 1999.

DURSKI, Ligia Maria; SAFRA, Gilberto. O Eu-pele: contribuições de Didier Anzieu para a clínica da psicanálise. Reverso, Belo Horizonte, ano 38, n. 71, p. 107-114, jun. 2016.

FERRAZ, Maria Cristina Franco. Estatuto paradoxal da pele e cultura contemporânea: da porosidade à pele-teflon. Galáxia, São Paulo, n. 27, p. 61-71, jun. 2014.

FERREIRA, Moisés David Sousa Gomes. Luís Miguel Nava e o espaço do corpo em O Céu Sob as Entranhas. Nau Literária, Porto Alegre, vol. 05, n. 01, jan/jun 2009.

MARTELO, Rosa Maria. ‘O mar no conjuntivo” e a fulguração sublime – nexos a partir da poesia de Luís Miguel Nava. In: Relâmpago. Lisboa: Fundação Luís Miguel Nava, n. 3, out. 1998, p. 11-20.

MICHAELIS, Rapaz. 2020. Disponível em: https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/rapaz/. Acesso em: 31 jan. 2020.

NAVA, Luís Miguel. Poesia Completa 1979-1994. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2002.

ORNELLAS, Sandro. O ‘nó de pensamento” de Luís Miguel Nava: cenas, alegorias, corpos e memórias. Crítica Cultural, vol. 5, n. 1, p. 186-206, jul. 2010.

PUCHEU, Alberto. Alguns motivos pelos quais não consigo fugir dos poemas de Luís Miguel Nava. In: ALVES, I.; MAFFEI, L. (Org.). Poetas que interessam mais: leituras da poesia portuguesa pós-Pessoa. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2011, p. 331-350.

SALES, Sinei Ferreira. Apontamentos para uma poética queer: uma leitura da poesia de Luís Miguel Nava. Via Atlântica, São Paulo, n. 33, p. 343-364, jun. 2018.

Downloads

Publicado

2020-12-15

Edição

Seção

Dossiê