A mulher grega como "sacrificadora"

Autores

  • Talita Nunes Silva

Resumo

Neste artigo propomos uma reflexão acerca do termo ‘transgressão’ e sua relação com o papel desempenhado pela mulher grega no sacrifício. O conceito de ‘transgressão’ remete a atitude de ir além dos limites socialmente permitidos, independentemente da consciência ou da intenção do ‘transgressor’. Por meio da análise da atuação de Clitemnestra na ‘Oréstia’ de Ésquilo, cujo assassínio de Agamêmnon é comparado a um sacrifício, procuramos refletir se o fato de assumir o papel de ‘sacrificadora’ seria uma demonstração de ‘transgressão’ às normas religiosas estabelecidas pela sociedade grega.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-02-05

Como Citar

Silva, T. N. (2019). A mulher grega como "sacrificadora". Revista Cantareira, (22). Recuperado de https://periodicos.uff.br/cantareira/article/view/27768

Edição

Seção

Dossiê Temático

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)