A autonomia estética e relevância da arte em meio a um mundo reificado

Tiziana Cocchieri

Resumo


O presente artigo busca enfatizar a arte em uma esfera inserida na dialética universal/particular, tanto no plano estético quanto na descrição da situação social do indivíduo no chamado mundo administrado. A arte contemporânea possui fundamental relevância ao inserir em sua praxis um tipo de reflexão que se opõe à reificação do mundo regido pelo capitalismo tardio. Segundo esta argumentação, a arte aponta para a ideia de esclarecimento, articulando a subjetividade do artista e fruidor à objetividade da conotação dos objetos de arte e construção de significado por parte do fruidor. Há objetividade tanto em sua materialidade quanto no que se percebe de comum nas múltiplas vivências comungadas pluralmente. Há também subjetividade enquanto presença do self no seu processual, assim como na singularidade da própria produção imagética.

Palavras-chave


Estética; Arte; Indústria Cultural; reificação

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor. Mínima Moralia. Trad. Luiz Eduardo Bicca. São Paulo: Ática, 1993.

ADORNO, Theodor. Teoria Estética. Trad. Artur Morão. São Paulo: Martins Fontes

Editor, 1982.

ARGAN, Giulio Carlo. Arte Moderna. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

FREITAS, Bárbara. A Teoria Crítica ontem e hoje. 3.ed. São Paulo: Brasiliense, 1990.

FREITAS, Verlaine. Adorno & a arte contemporânea. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

HORKHEINER, M.; ADORNO, T. Dialética do Esclarecimento: Fragmentos filosóficos.

Trad. Guido Antônio de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1985.

JAY, Martin. As ideias de Adorno. Trad. Adail Ubirajara Sobral. São Paulo: Cultrix,

KOTHE, Flávio René. Benjamin & Adorno: Confrontos. São Paulo: Ática, 1978.

MATOS, Olgária C.F. A Escola de Frankfurt: Luzes e sombras do Iluminismo. São Paulo:

Moderna, 1993.

PAREYSON, Luigi. Os problemas da estética. Trad. Maria Helena Nery Garcez. 3.ed. São

Paulo: Martins Fontes, 1997.

ROSENFIELD, Denis L. Ética e Estética. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. 2001.

ROSEMBERG, Harold. A Tradição do Novo. São Paulo: Perspectiva, 1974.

WOOD, Paul. Arte Conceitual. Trad. Betina Bischof. São Paulo: Cosac & Naify Edições,




DOI: https://doi.org/10.22409/conflu13i2.p309

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Confluencias



/A Revista Confluências é Qualis B1.

Esta revista encontra-se indexada em:

Resultado de imagem para bielefeld base