LIBERDADE, TERROR E DISCURSO NAS ANÁLISES DE HANNAH ARENDT.

João Lucas Gomes Oliveira, Luci Helena Silva Martins, Patrícia Morais Lima

Resumo


Hannah Arendt é uma autora de imperiosa importância para a compreensão da sociedade moderna, suas obras e análises contribuem para a compreensão dos problemas sociais que ocorreram a partir do século XX. Recebe especial atenção nas análises da autora o estudo sobre os Regimes Totalitários, notadamente o Regime Nazista e o Regime Socialista Soviético. O trabalho em tela tem por finalidade a discussão sobre as análises que a autora faz sobre os temas liberdade, terror e discurso em suas obras. Os temas que embasam o trabalho foram analisados no contexto das obras da autora, levando em consideração a indispensabilidade de suas abordagens. Foi feita pesquisa bibliográfica para consecução do fim aqui proposto, estudando algumas das várias obras da autora, mostrando ao fim as análises que a autora faz sobre liberdade, terror, ação e discurso.


Palavras-chave


Liberdade. Terror. Discurso.

Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, Hannah. A Condição Humana. 12º ed. Rio de Janeiro: Ed. Forense Universitária, 2016.

ARENDT, Hannah. Crises da República. Tradução de José Volkmann. São Paulo: Perspectiva, 1973.

ARENDT, Hannah. Da Violência. Tradução de Maria Cláudia Drummond. Brasília-DF: Universidade de Brasília, 1985.

ARENDT, Hannah. Eichmann em Jerusalém: Um Relato Sobre a Banalidade do Mal. Tradução José Rubens Siqueira. São Paulo-SP: Companhia das Letras, 1999.

ARENDT, Hannah. Entre o Passado e o Futuro. Tradução Mauro W. Barbosa. São Paulo-SP: Perspectiva, 2014.

ARENDT, Hannah. Homens em Tempos Sombrios. Tradução Denise Bottmann. São Paulo-SP: Companhia das Letras, 2008.

¬¬¬ARENDT, Hannah. Origens do totalitarismo. Tradução de Roberto Raposo. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

FERNANDES, B. G. Curso de Direito Constitucional. 6ª ed. Salvador, Juspodivm, 2014.

HABERMAS, Jürgen. Direito e Democracia: Entre Facticidade e Validade, Volume I, 2.ed. Tradução: Flávio Beno Siebeneichler. Rio de Janeiro-RJ: Tempo Brasileiro, 2003.

HABERMAS, Jürgen. Direito e Democracia: Entre Facticidade e Validade, Volume II, 2.ed. Tradução: Flávio Beno Siebeneichler. Rio de Janeiro-RJ: Tempo Brasileiro, 2003.

LEFORT, Claude. Pensando o político: ensaios sobre democracia, revolução e liberdade. Tradução Eliana de Melo Souza. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991.

MENDES, G,F. BRANCO, I, M. GONET, P,G. Curso de Direito Constitucional. São Paulo-SP: Saraiva, 2008.

NEVES, Marcelo. A Força Simbólica dos Direitos Humanos. Revista Brasileira de Direito Público, a.1, n.3, 2003.




DOI: https://doi.org/10.22409/conflu.v22i1.40128

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 João Lucas Gomes Oliveira, Luci Helena Silva Martins, Patrícia Morais Lima



/A Revista Confluências é Qualis B1.

Esta revista encontra-se indexada em:

Resultado de imagem para bielefeld base

Logotipo Facebook - Logotipo.pt