O CASO MÁRCIO LAPOENTE E A QUESTÃO DOS DIREITOS HUMANOS NAS CASERNAS MILITARES

Fábio Gomes de França

Resumo


Objetivamos neste artigo refletir sobre a relação entre os militares e os direitos humanos a partir da pedagogia baseada no sofrimento físico, psicológico e moral imposta aos alunos militares em período de formação profissional. Para tanto, recobramos o caso da morte do então cadete Márcio Lapoente, ocorrida em 1990, na Academia Militar das Agulhas Negras, centro de formação dos alunos-oficiais do Exército brasileiro. Por meio de uma abordagem qualitativa, a partir de uma análise bibliográfica e documental (sítios eletrônicos), demonstramos que existe um problema de compreensão, garantia e efetividade dos direitos humanos por parte das Forças Armadas, no nosso caso do Exército, devido às concepções culturais da vida castrense.


Palavras-chave


Direitos humanos. Exército. Violência. Treinamento militar.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, Carlos Linhares de; MACHADO, Eduardo Paes. Escola de bravos: cotidiano e currículo numa academia de polícia militar. 1999. 246 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais), Universidade Federal da Bahia, 1999.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988. Disponível em: .

BRITO, George da Silva; SANTOS, Adilson. Análise do tratamento legal contra o estado brasileiro à luz da convenção interamericana de direitos humanos conferido ao caso Herzog e Lapoente. Disponível em: < >. Acesso em: 04 fev 2020.

CANETTI, Elias. Massa e poder. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

CASTRO, Celso. A invenção do exército brasileiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2002.

______. O espírito militar: um antropólogo na caserna. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.

______. O trote no colégio naval: uma visão antropológica. Antíteses, v. 2, n. 4, p. 569-595, jul.-dez. de 2009. Disponível em: . Acesso em: 19 jul 2017.

______. Em campo com os militares. In: CASTRO, Celso; LEIRNER, Piero (Orgs.). Antropologia dos militares: reflexões sobre pesquisas de campo. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2009. p. 13-30.

CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS (CIDH). Relatório n. 72/80, Petição P-1342- 04, Márcio Lapoente da Silveira Admissibilidades Brasil, 16 de outubro de 2008. Disponível em: . Acesso em: 04 fev 2020.

COSTA FILHO, João. Um passo à frente, dois atrás (ou) as forças armadas e o método da seleção natural forçada. Transversos: Revista de História. Rio de Janeiro, n. 12, p. 248-263, abr. 2018. Disponível em: < https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/transversos/article/view/33666>. Acesso em: 04 fev 2020.

DAL PIVA, Juliana. Tribunal reverte condenação do Estado por morte de cadete em treinamento na Aman. Portal Montedo.com, 24/06/2018. Disponível em: . Acesso em: 03 fev 2020.

ELIAS, Norbert. O processo civilizador: formação do Estado e civilização. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1993. v. 2.

______. O processo civilizador: uma história dos costumes. Tradução Ruy Jungman. 2 ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1994. v. 1.

FERNANDO, Luis. Assassinato de Cadete Lapoente completa 15 anos. Inverta, 29/11 e 14/12/2005. Disponível em: . Acesso em: 03 fev 2020.

FERREIRA, Bruno Torquato Silva; MARTINS JÚNIOR, Carlos. Notas acerca da vida arregimentada dos praças nos corpos do exército no antigo Mato Grosso (1909-1916). Revista História em Reflexão, v. 3, n. 5, UFGD , Dourados, jan/jun 2009. Disponível em: file:///C:/Users/Fabioo/Downloads/215-598-1-PB%20(1).pdf. Acesso em: 10 jul 2017.

FONSECA, Paloma Siqueira. A presiganga e as punições da marinha (1808-31). In: CASTRO, Celso; IZECKSOHN, Vitor; KRAAY, Hendrik (Orgs.). Nova história militar brasileira. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2004. p. 139-157.

FORÇAS ARMADAS. Nota Pública, 06/10/2012. Disponível em: . Acesso em: 04 fev 2020.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: história das violências nas prisões. Rio de Janeiro: Vozes, 1987.

FRANÇA, Fábio Gomes de. “Em nome da honra”: um olhar sobre a “ética da obediência” na cultura militar em um caso ficcional. In: VAZ, Éden Farias; FRANÇA, Fábio Gomes de (Org.); PONTES, Nicole Louise Macedo Teles de. A razão militar e a banalidade do mal: escritos sociofilosóficos. Curitiba: Appris, 2019. p. 149-179.

FRANÇA, Fábio Gomes de. GOMES, Janaína Letícia de Farias. “Se não aguentar, corra!”: Um estudo sobre a peda¬gogia do sofrimento em um curso policial militar. Revista Brasileira de Segurança Pública, São Paulo, v. 9, n. 2, p. 142-159, ago/set 2015. Disponível em: . Acesso em: 14 jul 2017.

HOLLOWAY, Thomas. Polícia no Rio de Janeiro: repressão e resistência numa cidade do século XIX. Rio de Janeiro: Editora Fundação Getúlio Vargas, 1997.

INSTITUTO BRASILEIRO DE ALTOS ESTUDOS DE DIREITO PÚBLICO. Responsabilidade civil do Estado: Cadete: Falecimento em treinamento: Oficial: Esfera criminal: Condenação, 03/10/2007. Disponível em: . Acesso em: 04 fev 2020.

JANOWITZ, Morris. O soldado profissional: um estudo social e político. Rio de Janeiro: GRD, 1967.

KOERNER, Andrei. Punição, disciplina e pensamento penal no Brasil do século XIX. Lua Nova, São Paulo, 68, p. 205-242, 2006. Disponível em: . Acesso em: 27 jan 2020.

LIPKE, João Carlos Pivatto; BICALHO, Pedro Paulo Gastalho de. Caso Lapoente: da disciplina à tortura, do treinamento à violência de Estado In: Estudos com Michel Foucault: transversalizando em psicologia, história e educação. Curitiba : CRV, 2015, p. 163-182. Disponível em: . Acesso em: 03 fev 2020.

LUDWIG, Antônio Carlos Will. Democracia e ensino militar. São Paulo: Cortez, 1998.

McCANN, Frank D. Soldados da pátria: história do exército brasileiro 1889-1937. São Paulo: Companhia das Letras, Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército, 2009.

MACIEL, Laura Antunes. A nação por um fio: Caminhos, práticas e imagens da “Comissão Rondon”. São Paulo: EDUC, 1998.

MELO, Manuel Maria Antunes de. A justiciabilidade dos direitos humanos como forma de superação da violência institucional. Revista de movimentos sociais e conflitos, Curitiba, v. 2, n. 2, p. 42-58, jul/dez 2016. Disponível em: file:///C:/Users/Fabioo/Downloads/1518-3545-2-PB%20(1).pdf. Acesso em: 16 jul 2017.

MEMÓRIA PARA USO DIÁRIO. Direção: Beth Formaggini. Produção: Roberto Wong. Roteiro: Beth Formaggini. 2007. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=fiva3f0qVms&t=3645s >. Acesso em: 03 fev 2020.

MUNIZ, Jaqueline. “Ser policial é, sobretudo, uma razão de ser”: cultura e cotidiano da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. 1999. 286 f. Tese (Doutorado em Ciência Política) – IUPERJ, Rio de Janeiro, 1999.

NASCIMENTO, Álvaro Pereira do. Do convés ao porto: a experiência dos marinheiros e a revolta de 1910. 2002. 272 f. Tese (Doutorado em História) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2002.

NUMMER, Fernanda Valli. Ser polícia, ser militar: o curso de formação na socialização do policial militar. Niterói, EdUFF, 2014.

PORTAL IG. Militares protestam contra placa em memória a cadete que teria sido torturado. 14/06/2012. Disponível em: < https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2012-06-14/militares-protestam-contra-placa-em-memoria-a-cadete-que-teria-sido-torturado.html>. Acesso em: 03 fev 2020.

PITT-RIVERS, Julian. A doença da honra. In: CZECHOWSKY, Nicole (Org.). A honra: imagem de si ou o dom de si – um ideal equívoco. Porto Alegre: L&M, 1992. p. 17-32.

RODRIGUES, Matheus. Soldado do RJ perde testículo após “trote” e quer abandonar carreira militar. Portal G1, Rio de Janeiro, 06/04/2017. Disponível em: .

SÁ, Leonardo Damasceno de. Os filhos do Estado: auto-imagem e disciplina na formação dos oficiais da polícia militar do Ceará. 2002. Rio de Janeiro: Relume Dumará: Núcleo de Antropologia da Política/UFRJ, 2002.

SANTOS, Miriam de Oliveira. Berços de heróis: o papel das escolas militares na formação de “salvadores da pátria”. São Paulo: Annablume, 2004.

SARLET, Ingo Wolfgang. Dignidade da pessoa humana e direitos fundamentais na constituição federal de 1988. Porto Alegre: Livraria do advogado editora, 2012.

SILVA, Agnaldo José da. Praça Velho: um estudo sobre o processo de socialização policial militar. 2002. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Universidade Federal de Goiás, 2002.

SILVA, Rosângela Maria da. De um Império a Outro: Portugal e Brasil, disciplina, recrutamento e legislação nas Armadas Imperiais (1790-1883). 2008. 115 f. Dissertação (Mestrado em História), Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2008.

TANCREDO, João. O Brasil e a Corte Interamericana de Direitos Humanos: O Caso do Cadete Marcio Lapoente da Silveira. Jornal do Grupo Tortura Nunca Mais/RJ. Rio de Janeiro, ano 24, n. 72, jul. 2010. Disponível em: . Acesso em 02 fev 2020.

VARGAS, Joana Domingues. Em busca da “verdade real”: tortura e confissão no Brasil ontem e hoje. Sociologia & Antropologia, v. 02/03, p. 237-265, 2012. Disponível em: . Acesso em: 27 jan 2020.

WEBER, Max. Ensaios de sociologia. GERTH, H.; WRIGHT MILLS, C. (Orgs.). 5 ed. Rio de Janeiro, LTC, 2010.




DOI: https://doi.org/10.22409/conflu.v22i1.40627

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Fábio Gomes de França



/A Revista Confluências é Qualis B1.

Esta revista encontra-se indexada em:

Resultado de imagem para bielefeld base