NÃO ALIMENTE O MINION!: polarização afetiva e ativismo de rede às avessas na gênese e ascensão da hashtag #Bolsonaro2018 após o impeachment de Dilma Rousseff

Autores

  • Marcelo Santos Universidad Finis Terrae

Resumo

Este artigo indaga sobre a ascensão da visibilidade da hashtag #Bolsonaro2018 no Twitter em condições estranhas, buscando identificar os fatores e compreender os processos que levam a tal visibilidade. Apoiado em um método misto sequencial, usando principalmente Analítica de Mídias Sociais e Análise de Conteúdo, se identificam dois momentos: (i) promoção artificiosa da hashtag por meio automatizado ou semi-automatizado e (ii) uma ascensão meteórica provocada pelos próprios detratores de Bolsonaro, responsáveis por quase 90% da exposição da mostra analisada. Se sugere que a chave explicativa reside na polarização afetiva, que leva os opositores a fazer explícita sua aversão ao então deputado, provocando que a hashtag chegasse a ser tendência mundial pela primeira vez.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-02

Como Citar

Santos, M. (2020). NÃO ALIMENTE O MINION!: polarização afetiva e ativismo de rede às avessas na gênese e ascensão da hashtag #Bolsonaro2018 após o impeachment de Dilma Rousseff. Confluências | Revista Interdisciplinar De Sociologia E Direito, 22(3), 172-197. Recuperado de https://periodicos.uff.br/confluencias/article/view/47121