MESCLANDO FRONTEIRAS NO MATO GROSSO DO SUL: CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES SOBRE O DEVIR DA MULTI/TRANSTERRITORIALIDADE “GAÚCHA”

Marcos Mondardo

Resumo


No mundo contemporâneo da intensificação do movimento e da aceleraçaõ das relações, buscamos compreender como a dimensão espacial está sendo transformada com a globalização, especialmente no tocante a construção/ interação de territórios/territorialidades  através da reafirmaçaõ/recombinação identitária no trânsito espacial situados no interior dos processos de hibridização. O objetivo deste artigo é analisar prliminarmente, pelo viés do debate identitário, a mobilidade "gaúcha" para Dourados no Mato Grosso do Sul , a partir da década de 1970, e a relaçaõ tensa e conflitiva dos territórios/territorialidades de indígenas e paraguaios. Por meio de entrevistas reconstituímos, pelas fontes orais, as trajetorias espaciais e de vida dos sujeitos objetivando problematizar e demonstrar os ocultose manifestos conflitos e tensões resultantes de diferentes relações entre territórios/territorialidades, procurando apreender, nessa potencial "mescla territorial-cultural", o devir, pela mudança de comportamente, da multi/transterritorialidade.

Palavras-chave


território; multi/transterritorialidade; Dourados/MS

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Ensaios de Geografia