TEMPOS METROPOLITANOS NA AMAZÔNIA: Olhando Belém, enquanto a canoa desce o rio

Luiz Soares Mendes

Resumo


“Olhando Belém enquanto a canoa desce o rio”, é o refrão de uma canção de Nilson Chaves (cantor e compositor paraense), chamada Olhando Belém. A música fala sobre a capital da Amazônia na visão dos Paraenses. Utiliza-se, então, o trecho da música como subtítulo dessa visualidade por observar que a visão dos prédios a partir do rio, gera complexidades e estranhezas. O moderno sobrepondo o natural, juntando-se e alterando essa visão.

É uma complexidade entre moderno versus tradicional: prédio – palafita, carro – canoa, urbano – ribeirinho, artificial – natural. As estranhezas decorrem do tempo do rio diferente do tempo da cidade, dos grandes edifícios modernos, frutos da alta tecnológicos diante da floresta e do rio. Tentou-se revelar tais vivencias com as imagens.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Ensaios de Geografia