Edições anteriores

  • Sede de Ler - Número Atemático (jan-jun/2021)
    v. 9 n. 1 (2021)

    Este número da revista abrange trabalhos com temas diversos que, por diferentes caminhos, representam contribuições valiosas para a formação de leitores críticos dentro e fora da escola.

  • Dossiê: Diálogos entre escola e universidades sobre os tempos-espaços de ensinar-aprender (jul-dez/2020)
    v. 8 n. 1 (2020)

    Apresentamos esta edição temática muito arrebatadas pelos textos aqui  compartilhados, cujos autores e autoras trazem à baila, em verso e prosa, alguns Diálogos entre escola e universidade nestes tempos-espaços de ensinar-aprender, que também são tempos-espaços desafiadores para as instituições que se equilibram entre a pandemia da Covid-19 e o trabalho remoto. Ainda assim, é nesses diálogos que nos tocamos, que nos entendemos ser coletividade de estudantes e professores e professoras atraídos pela confluência de saberes, conhecimentos e sujeitos, que nos convocamos a refletir sobre a formação de leitores, docentes e docentes leitores do texto e do mundo em curso. Nesse contexto de pressa no tempo e de virtualidade nos espaços, entendemos ser esta publicação um registro da existência e da resistência do Programa de Extensão Alfabetização e Leitura (PROALE), cuja Sede é uma só, a de Leitura, que não ocorre sem que haja o encontro entre um eu e os muitos outros.

  • SEDE DE LER - Número Atemático (jan-jun/2020)
    v. 7 n. 1 (2020)

    A sétima edição da Sede de Ler reafirma o compromisso do Programa de Alfabetização e Leitura (PROALE), vinculado à Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense (FEUFF), e de seus interlocutores com o fortalecimento do diálogo entre universidade, escola e sociedade mediante desenvolvimento de práticas de ensino, pesquisa e extensão de qualidade enredadas na formação humana. Preservando seu caráter extensionista, esta edição elucida, nos textos publicados, um profundo envolvimento com a ampliação do debate sobre as práticas de leitura e escrita no contexto educacional em intercâmbio com as desenvolvidas no contexto acadêmico.
  • SEDE DE LER (OUTUBRO DE 2019)
    v. 6 n. 1 (2019)

    ISSN: 2675-200X

    Publicar a sexta edição da revista Sede de Ler é um ato organicamente político, intencional, situado em uma conjuntura sócio-histórica específica, de retração de financiamentos e de controle ideológico sobre o ensino, a produção científica e a extensão universitária, enfrentando o quadro de sucateamento das universidades e das escolas públicas brasileiras. Com a colaboração de professores pesquisadores, trabalhadores da educação básica e do ensino superior, como espaço dialógico e democrático, esta publicação é fruto das contradições inerentes à pauta da docência, em um contexto de possível redefinição da base nacional de formação de professores e de luta pela preservação da autonomia docente.
    É com muita satisfação, por isso mesmo, que publicamos esta edição de homenagem à professora Glória Pondé (1948-2006), uma das criadoras do Programa de Alfabetização e Leitura (PROALE). O Projeto Centro de Leitura e Escrita, por ela coordenado, foi determinante para a consolidação das ações extensionistas do PROALE voltadas para incentivo à leitura e à escrita e à formação continuada de professores. Nome importante no campo da literatura para crianças e jovens, seu estrito compromisso com a educação básica e com a formação do leitor crítico ainda ecoou mais uma vez nas ações do PROALE em 2018, quando foi organizado um dia de atividades dedicadas à reflexão sobre a literatura e as práticas sociais da leitura e da escrita.

  • SEDE DE LER (SETEMBRO DE 2018)
    v. 5 n. 1 (2018)

    ISSN: 2675-200X

    Fundado em 1991, o Programa de Extensão Alfabetização e Leitura (PROALE), vinculado à Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense (FEUFF), amplia aqui, neste quinto número da Revista Sede de Ler, o espaço de divulgação das diversas ações de extensão realizadas por docentes da UFF e de outras instituições parceiras com foco na formação inicial e continuada de professores. Bolsistas de extensão, de Estágio Interno e de Desenvolvimento Acadêmico, dentre outros estudantes, também participam ativamente da organização dessas ações de extensão universitária atreladas ao PROALE

  • SEDE DE LER (MARÇO DE 2016)
    v. 4 n. 1 (2016)

    Este quarto número da sede de ler é publicado no ano de comemoração dos 25 anos de existência do proale, que, desde a sua criação em 1991, sempre teve suas ações ligadas ao livro de potencial destinação para crianças e jovens, e à dinamização da leitura literária.
  • SEDE DE LER (OUTUBRO DE 2012)
    v. 3 n. 1 (2012)

    Saiu a revista SEDE DE LER número 3 – preparem-se para ler artigos importantes sobre processos de ensino-aprendizagem de crianças, jovens e professores, com o foco no tema da leitura. As crianças e a infância dão o tom principal deste número de Sede de Ler já a partir do verbete Infância, escrito pelos professores Angela Meyer Borba, Jader Janer Moreira Lopes e Tânia de Vasconcellos. Eles nos interrogam sobre o significado desse conceito com a pergunta: “Mas afirmar que a infância é um período da vida e estabelecer quando este se inicia e termina é suficiente para entendermos o conceito?”.
  • SEDE DE LER (NOVEMBRO DE 2011)
    v. 2 n. 1 (2011)

    Sai o número 2 da Revista SEDE DE LER, depois da boa recepção ao número 1, recebendo apreciações críticas e sugestões de muitos professores, animando a sua continuidade. Ao final de mais um ano de trabalho, damo-nos conta do expressivo número de professores, alunos da graduação e outros profissionais da Educação Básica que, crescentemente, se juntam a nós para debater modos de tornar os processos de ensino-aprendizagem mais consistentes. Da própria UFF, de escolas públicas e privadas de Niterói, de municípios mais próximos, como São Gonçalo, Itaboraí,Tanguá, Rio de Janeiro, e também de municípios mais distantes, como Cabo Frio, Araruama, Maricá, Magé, Belford Roxo, Duque de Caxias, Nova Iguaçu. O objetivo principal do PROALE - realizar um contínuo trabalho de extensão, visando à formação de professores - se mantém vivo e é cada vez mais estimulado e estimulante. Os cursos regularmente abertos a cada semestre, especialmente, têm-se mostrado espaços profícuos de encontros entre perspectivas teóricas e práticas, mobilizando as possibilidades que cada profissional possui de organizar o trabalho pedagógico como um ato criador. Estudos da linguagem têm sido o principal motor dessas ações para alimentar discussões sobre o ensino de literatura, ciências, matemática, história, geografia, entre outras áreas

  • Sede de Ler (novembro de 2010)
    v. 1 n. 1 (2010)

    Com alegria, anunciamos o nascimento da revista SEDE DE LER! No forno do PROALE – Programa de Alfabetização e Leitura, criamos e apresentamos a revista que tem como meta constituir mais um caminho fértil de diálogo entre nós, professores e futuros professores de todos os segmentos de ensino.

    SEDE DE LER nasce do desejo de comemorar 20 anos do PROALE (1991-2011), cujas ações de extensão, pesquisa e docência vem contribuindo para a contínua formação de professores leitores que, como semeadores de gestos, palavras e modos de ensinar-aprender, compreendem a leitura da literatura como integrante essencial de um projeto político-pedagógico.