Cyberbullying

As diretrizes das políticas públicas brasileiras para garantir a segurança nos ambientes virtuais

Autores

Palavras-chave:

Cyberbullying. Diretrizes. Políticas Públicas.

Resumo

A partir de uma abordagem qualitativa e exploratória, este artigo apresenta uma revisão bibliográfica com o objetivo problematizar as políticas públicas propostas a partir de suas ações e programas para prevenir/combater o cyberbullying e garantir a segurança nos ambientes virtuais Os autores estudados no referencial teórico concordam que o cyberbullying apresenta características mais abrangentes que o bullying, na medida em que possui especificidades que repercutem com dinâmica, velocidade e proporções imensamente mais acentuadas, sendo responsabilidade do Estado, da família e da sociedade a prevenção e combate. Observa-se suas ações e programas de forma mais consistente, apenas, no âmbito da educação e que o Programa de Combate à Intimidação Sistemática (Bullying), principal política brasileira sobre a temática, necessita incluir em seu texto a classificação das práticas que podem ser consideradas cyberbullying, sua tipificação, normas para utilização de proteção à privacidade, assim como a identificação dos/as autores/as.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriane Cássia Silva Coitinho, Universidade Feevale

Universidade Feevale, Novo Hamburgo, RS Brasil. Mestre em Diversidade Cultural e Inclusão Social, Universidade Feevale, RS. Especialista em Supervisão e Orientação Escolar pelo Centro Universitário Barão de Mauá. Graduada em Pedagogia pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA, RS).

Eliana Perez Gonçalves de Moura, Universidade Feevale

Universidade Feevale, Novo Hamburgo, RS, Brasil. Docente do curso de graduação em Psicologia e docente-pesquisadora do Programa de Pós-graduação em Diversidade Cultural e Inclusão Social, Universidade Feevale, Novo Hamburgo RS, Brasil

Referências

AMER, Owaida. Cyberbullying: os adultos também podem ser vítimas. Portal Welivesegurity, São Paulo, 12 jun. 2020. Categoria Pesquisa. Disponível em: https://www.welivesecurity.com/br/2020/06/19/cyberbullying-os-adultos-tambem-podem-ser-vitimas/. Acesso em: 12 dez. 2020.

BAPTISTA, Rodrigo. Senadores estudam aprimorar lei para facilitar identificação de autores de cyberbullying. Portal Senado Notícias, Brasília, 6 nov. 2020. Matérias. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2020/11/06/. Acesso em: 5 out. 2020.

BELÃO, João Carlos Fabro; LEÃO JUNIOR, Cleber Mena; CARVALHO, João Eloir. Redes Sociais: do lazer online ao cyberbullying. In: ENCONTRO DO LAZER DO PARANÁ, 4, 2012, Maringá. Anais [...] Maringá: Universidade Estadual do Paraná, 2012, p.238. Disponível em: https://10dd0557-9444-47fc-8925-08f6e10c1478.filesusr.com/ugd/44d5d0_ce743451cba3451ea1ded26fd69ab398.pdf . Acesso em: 15 dez. 2020.

BRASIL. Decreto-Lei nº 2.848 de 7 de dezembro de 1940. Código Penal Brasileiro. Brasília, DF: Presidência da República, 24 dez. 1990. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1940- 1949/decreto-lei-2848-7-dezembro-1940-412868-norma-pe.html . Acesso em: 15 nov. 2020.

BRASIL. Lei nº 8.069 de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, 16 jul. 1990. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L8069.htm#art266. Acesso em: 13 nov. 2020.

BRASIL. Lei Federal nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Presidência da República, 20 dez. 2016. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 13 nov. 2020.

BRASIL. Lei Federal nº 10.216 de 06 de abril de 2001. Dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental. Brasília, DF: Presidência da República, 06 abr. 2001a. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10216.htm Acesso em: 17 nov. 2001.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria no 95. Norma Operacional de Assistência à Saúde: NOAS-SUS 01/01. Diário Oficial da União, 26 jan. 2001b. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2001/prt0095_26_01_2001.html

BRASIL. Lei Federal nº 11.340 de 7 de agosto de 2006. Cria mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher, nos termos do § 8º do art. 226 da Constituição Federal, da Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres e da Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher; dispõe sobre a criação dos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher; altera o Código de Processo Penal, o Código Penal e a Lei de Execução Penal; e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, 7 de ago. 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/lei/l11340.htm. Acesso em: 15 nov. 2020.

BRASIL. Lei nº 12.965 de 23 de abril de 2014. Estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da Internet no Brasil. Brasília, DF: Presidência da República, 23 abr. 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l12965.htm. Acesso em: 12 nov. 2019.

BRASIL. Lei nº 13.185 de 6 de novembro de 2015. Institui o Programa de Combate à Intimidação Sistemática (Bullying). Brasília, DF: Presidência da República, 06 nov. 2015. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13185.htm. Acesso em: 13 nov. 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Pesquisa Nacional de Saúde Escolar - Pense. Brasília, Distrito Federal: Portal do Ministério da Saúde, 2016a. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z-1/p/pesquisa-nacional-de-saude-do-escolar-pense. Acesso em: 16 nov. 2020.

BRASIL. Lei Federal nº 13.277 de 29 de abril de 2016. Institui o dia 7 de abril como o Dia Nacional de Combate ao Bullying e à Violência na Escola. Brasília, DF: Presidência da República, 29 abr. 2016b. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/lei/L13277.htm. Acesso em: 17 nov. 2020.

BRASIL. Lei nº 13.663 de 14 de maio de 2018. Altera o art. 12 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, para incluir a promoção de medidas de conscientização, de prevenção e de combate a todos os tipos de violência e a promoção da cultura de paz entre as incumbências dos estabelecimentos de ensino. Brasília, DF: Presidência da República, 14 mai. 2018a. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015- 2018/2018/Lei/L13663.htm. Acesso em: 15 nov. 2020.

BRASIL. Lei nº 13.709 de 14 de agosto de 2018. Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). Brasília, DF: Presidência da República, 14 ago. 2018b. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2018/lei/l13709.htm Acesso em: 16 nov. 2020.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, 02 jul. 2020. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/ Constituiçao.htm. Acesso em: 1 nov. 2020.

CALHAU, Lélio Braga. Bullying: O que você precisa saber: Identificação, prevenção e repressão. 5 ed. Niterói: Editora Impetus, 2018.

COSTA. Otávio Carvalho Nápolis. Responsabilidade civil pela prática do cyberbullying. Portal Dom Total. Belo Horizonte, MG, 14 nov. 2018. Direito. Disponível em: https://domtotal.com/noticia/1309307/2018/12/responsabilidade-civil-pela-pratica-do-cyberbullying/ . Acesso em: 12 dez. 2020.

DONEDA, Danilo. Privacidade, vida privada e intimidade no ordenamento jurídico brasileiro. Da emergência de uma revisão conceitual e da tutela de dados pessoais. Portal Âmbito Jurídico, São Paulo, SP, 31 mar. 2008. Cadernos. Direito Civil. Disponível em: http://www.ambitojurídico.com.br/site/index.php?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=246. Acesso em: 12 dez. 2019.

FANTE, Cléo. Fenômenos Bullying, como combatê-lo: prevenir e enfrentar a violência entre os jovens. Campinas: Verus, 2005.

FANTE, Cleo. Bullying Escolar: a prevenção começa pelo conhecimento. Jornal Jovem, São Paulo, n.11. set 2018. Convidados da Hora. Disponível em: http://www.jornaljovem.com.br/edicao11/convidado02.php. Acesso em 24 out. 2020.

FANTE, Cleo. Combate ao Bullying: pesquisadora aponta a prevenção como forma de reduzir a violência. Portal do Ministério da Educação. Brasília, DF, 05 jan. 2010. Últimas Notícias. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/ultimas-noticias/222-537011943/14869-pesquisadora-aponta-a-prevencao-como-forma-de-reduzir-a-violencia . Acesso em: 26 out. 2020.

FANTE, Cleo. Fenômeno Bullying: como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz. 7 ed. São Paulo: Versus, 2012.

FUNDO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A INFÂNCIA - Unicef. Pesquisa do UNICEF: Mais de um terço dos jovens em 30 países relatam ser vítimas de bullying online. Portal UNICEF. Brasília, DF, 04 set. 2019. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/comunicados-de-imprensa/mais-de-um-terco-dos-jovens-em-30-paises-relatam-ser-vitimas-bullying-online . Acesso em: 25 out. 2020.

FDT EDUCAÇÃO. Dia nacional de combate ao bullying e a violência na escola – 7 de abril. Portal FDT Educação. Disponível em: https://ftd.com.br/eventos/dia-nacional-de-combate-ao-bullying-e-a-violencia-na-escola/. Acesso em: 30 out. 2020.

GARCEZ, Andrea Muller. Representações sociais do cyberbullying na mídia e na escola. 2014. 186p.Tese (Doutorado em Educação) ‒ Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro RJ, 2014. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/vi ewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=760801. Acesso em: 15 nov. 2020.

HERRING, Susan. Violência cibernética: reconhecendo e resistindo ao abuso em ambientes online. Mulheres asiáticas, Indiana, n. 14. p.187-212, 2002. Disponível em: https://ella.sice.indiana.edu/~herring/violence.html. Acesso em: 26 out. 2020.

LOPES NETO, Aramis Antônio; SAAVEDRA, Lúcia Helena. Diga não para o bullying: Programa de redução do comportamento agressivo entre estudantes. Rio de Janeiro, ABRAPIA, p. 146, 2003. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-931469. Acesso em 12 nov. 2020.

LOPES NETO, Aramis Antônio. Bullying comportamento agressivo entre estudantes. Jornal de Pediatria, Rio de janeiro, v. 81, n. 5, set.-out., 2005 (supl). Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/jped/v81n5s0/v81n5Sa06.pdf

OLWEUS, Dan. Bullying at school: what we know and what we can do. Cambridge: Blackwell Publishing, 1993.136p.

OLWEUS, Dan. Bullying at school: long-term outcomes for the victims and an effective school-based intervention program. In: Huesmann, Rowell. Aggressive behavior: current perspectives. Nova York: Plenum Press, 1994. p. 97-130. Disponível em: https://doi.org/10.1007/978-1-4757-9116-7_5. Acesso em: 12 out. 2020.

OLWEUS, Dan. Cyberbullying: an overrated phenomenon? European Journal of developmental psychology, Atenas, v. 9. n. 5, p. 520-538, may, 2012. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1080/17405629.2012.682358. Acesso em: 30 out. 2020.

OLIVEIRA, Tory. Cyberbullying atinge 57% das escolas no Brasil. Revista Nova Escola On-line. São Paulo, ano 34, n. 320, 2019. Conteúdo. Disponível em https://novaescola.org.br/conteudo/16071/cyberbullying-atinge-57-das-escolas-diz- pesquisa. Acesso em: 16 nov. 2020.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS - ONU. About us. Nova Iorque, 2020. Disponível em https://www.un.org/en/about-us. Acesso em 21 nov. 2020.

OXFORD LEARNERS DICTIONARIES. Oxford, Reino Unido, 2020. Disponível em: https://www.oxfordlearnersdictionaries.com/definition/english/bullying?q=bullying. Acesso em: 19 nov. 2020.

RESULTADOS DIGITAIS. Ranking: as redes sociais mais usadas no Brasil e no mundo em 2021, com insights e materiais gratuitos. Florianópolis, SC. 2021. Disponível em: https://resultadosdigitais.com.br/blog/redes-sociais-mais-usadas-no-brasil. Acesso em: 21 de mar. 2021.

RIO GRANDE DO SUL. Lei Estadual Nº a Lei Estadual nº 13.474 de 28/06/2010. Dispõe sobre o combate da prática de "bullying" por instituições de ensino e de educação infantil, públicas ou privadas, com ou sem fins lucrativos. Porto Alegre: Governo do Estado, 2010. Disponível em: https://www.legisweb.com.br/legislacao Acesso em: 16 nov. 2020.

RIO GRANDE DO SUL. Secretaria da Educação. O que são Cipaves? Portal C+Cipave Mais. Porto Alegre, 2013. Disponível em: https://cipave.rs.gov.br/o-que-são-CIPAVEs. Acesso em: 16 nov. 2016.

SHARIFF, Shaheen. Cyberbullying: questões e soluções para a escola, a sala de aula e a família. Porto Alegre: Artmed. 2010. 400p.

SLONJE, Robert.; SMITH, Peter. Cyberbullying: another main type of bullying?

Scandinavian Journal of Psychology, Bethesda, v. 49. p. 147-154, abr. 2008. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/18352984/ . Acesso em: 14 nov. 2020.

SILVA. Valéria Rezende. Bullying não é brincadeira. Rio de Janeiro: Editora Mar de Histórias, 2012. 171p.

VIEIRA. Vanessa Sousa. Cyberbullying é crime contra a honra em meio virtual. Portal Dom Total. Belo Horizonte, 15 mar. 2018. Notícias. Disponível em: https://domtotal.com/noticia/1309310/2018/12/cyberbullying-e-crime-contra-a-honra-em-meio-virtual. Acesso em: 12 nov. 2020.

UNIÃO NACIONAL DOS ESTUDANTES. Crimes nas Redes Sociais: saiba como denunciar! Portal da UNE. São Paulo, 17 ago. 2016. Notícias. Disponível em: https://une.org.br/noticias/crimes-das-redes-sociais-saiba-como-denunciar/. Acesso em 11 dez. 2020.

Downloads

Publicado

2021-12-15

Como Citar

Coitinho, A. C. S., & Moura, E. P. G. de. (2021). Cyberbullying: As diretrizes das políticas públicas brasileiras para garantir a segurança nos ambientes virtuais. Mundo Livre: Revista Multidisciplinar, 7(2), 271-288. Recuperado de https://periodicos.uff.br/mundolivre/article/view/49006

Edição

Seção

Artigos