ENSAIO SOBRE UMA PRÁTICA EDUCATIVA INSTITUINTE: A ESCOLA COMO LUGAR DE PRODUÇÃO CULTURAL TEST ON AN INSTITUTIVE EDUCATIONAL PRACTICE: THE SCHOOL AS A PLACE OF CULTURAL PRODUCTION

Autores

  • Ana Paula Mello Fundação Municipal de Educação de Niterói (FME), Niterói/RJ
  • Sergio Silva Fundação Municipal de Educação de Niterói (FME), Niterói/RJ

DOI:

https://doi.org/10.22409/revistaleph.v0i0.39327

Palavras-chave:

Currículo. Prática educativa. Educação patrimonial.

Resumo

Este artigo é um ensaio que consiste na defesa da ideia de que a escola é um lugar de produção de cultura. Recorremos ao debate realizado no campo do currículo, levando em conta que ao pensarmos projetos para a escola nos deparamos com as intenções que definem a organização do currículo escolar. Desse modo, compreendemos que as intenções presentes no cotidiano escolar não podem ficar restritas a função de prescrever conteúdos. Baseados em práticas educativas da educação patrimonial realizadas no projeto instituinte desenvolvido na Escola Municipal Levi Carneiro, defendemos a ideia de que a escola, ao colocar em prática projetos que dialogam com símbolos de culturas não-hegemônicas, percorre caminhos pelos quais os sentidos amplamente difundidos no cotidiano escolar não conseguem trilhar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

COLL, César. Psicologia e Currículo: uma aproximação psicopedagógica à elaboração do

currículo escolar. São Paulo: Editora Ática, 1996.

FAGUNDES, Marcelo. Arqueologia e educação: programa “Arqueologia e Comunidades” para

crianças e adolescentes no Vale do Jequitinhonha, Brasil. Revista Latinoamericana de Ciências

Sociais. São Paulo, v. 11, p. 199-216, 2012.

FIGUEIRA, Cristina Reis; MIRANDA, Lilian Lisboa. Educação patrimonial no ensino de História

nos anos finais do ensino Fundamental: Conceitos e práticas. São Paulo: Contexto, 2012.

FUNARI, Pedro Paulo Abreu. Arqueologia no Brasil e no Mundo: origens, problemáticas e

tendências. Ed. Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2013.

FUNARI, Pedro Paulo; NOELLI, Francisco Silva. A Pré-História do Brasil. São Paulo: Contexto,

GOODSON, Ivor. Currículo: teoria e história. Rio de janeiro: Vozes, 1995.

HORTA, Maria de Lourdes; GRUNBERG, Evelina; MONTEIRO, Adriane Queiroz. Guia básico de

educação patrimonial. Brasília: IPHAN, Museu Imperial, 1999.

LOPES, Alice Casimiro; MACEDO, Elizabeth. Teorias de currículo. São Paulo: Cortez, 2011.

MACEDO, Elizabeth. Currículo como espaço-tempo de fronteira cultural. Revista Brasileira de

Educação, São Paulo, v. 11, n. 32, p. 285-296, maio/ago 2006.

ROBRAH-GONZALEZ, Erika Marion. O Programa Arqueológico do Rodoanel Metropolitano de

São Paulo, trecho oeste: ciências, preservação e sustentabilidade social. In MORI, Vitor Hugo;

SOUZA, Marise Campos de; BASTOS, Rosano Lopes; GALLO, Haroldo (Orgs.). Patrimônio:

atualizando o debate. Brasília: IPAHN, 2006.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço: Técnica e Tempo. São Paulo: Editora da Universidade

de São Paulo, 2012.

Downloads

Publicado

2019-05-23

Como Citar

Mello, A. P., & Silva, S. (2019). ENSAIO SOBRE UMA PRÁTICA EDUCATIVA INSTITUINTE: A ESCOLA COMO LUGAR DE PRODUÇÃO CULTURAL TEST ON AN INSTITUTIVE EDUCATIONAL PRACTICE: THE SCHOOL AS A PLACE OF CULTURAL PRODUCTION. RevistAleph Ou Revista Aleph UFF, 56-75. https://doi.org/10.22409/revistaleph.v0i0.39327