Análise cinematográfica do filme “O Fantasma da Ópera” segundo a psicologia junguiana

Kátia Ovídia José Souza

Resumo


Este trabalho pretende estabelecer um diálogo entre o filme “O Fantasma da Ópera (2004)” de Joel Schumacher, com a aplicação de conceitos junguianos. Buscamos compreender o filme seguindo o modelo interpretativo proposto por Franz, que é utilizado em contos de fada. Aplicamos categorias junguianas à narrativa cinematográfica, sendo a trama principal um exemplo da dificuldade da heroína do filme com o masculino, isso é a consequência dos aspectos não integrados em sua sombra: ou seja, uma identificação feminina que a coloque como mulher e não apenas como filha, menina, puela. Os aspectos não integrados dizem respeito à sua sexualidade feminina, sua anima. O complexo a possui, ele favorece que aspectos de sua feminilidade não sejam integrados ao ego.


Palavras-chave


psicologia analítica; arquétipo; anima e animus; complexo paterno

Texto completo:

PDF

Referências


CAVERNA. In: CHEVALIER, J.; GHEERBRANT, A. Dicionário de Símbolos. 20. ed. Rio de Janeiro: J. Olympio, 2006. p. 212-217.

DEMÉTER. In: BRANDÃO, J. S. Mitologia Grega. 18. ed. Petrópolis: Vozes, 2005. v. 1, p. 283-295.

ESTÉS, C. P. O Barba-Azul. In: ______. Mulheres que correm com os lobos. Rio de Janeiro: Rocco, 1994a. p. 57-63.

ESTÉS, C. P. A donzela sem mãos. In: ______. Mulheres que correm com os lobos. Rio de Janeiro: Rocco, 1994b. p. 478-486.

ESTÉS, C. P. A mulher-esqueleto: encarando a natureza de vida- morte- vida do amor. In: ______. Mulheres que correm com os lobos. Rio de Janeiro: Rocco, 1994c. p. 166-171.

O FANTASMA da Ópera. Direção: Joel Schumacher. Produção: Andrew Lloyd Webber. Warner Bros., 2004. 1 DVD (141 min).

A FLAUTA mágica. Direção: Ingmar Bergman. Versátil Home Vídeo, 1975. 1 DVD (135 min.).

FRANZ, M.-L. von. O processo de individuação. In: JUNG, C. G. et al. O homem e seus símbolos. 20. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1977. p. 158-229.

FRANZ, M.-L. von. Puer Aeternus: a luta do adulto contra o paraíso da infância. Rio de Janeiro: Paulus, 1992.

FRANZ, M.-L. von. A sombra e o mal nos contos de fada. Rio de Janeiro: Paulus, 2002.

FRANZ, M.-L. von. A interpretação dos contos de fada. Rio de Janeiro: Paulus, 2005.

HENDERSON, J. L. A Bela e a Fera. In: JUNG, C. G. et al. O homem e seus símbolos. 20. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1977. p. 137-140.

HILL, B. H. Reflections on “The Phantom of the Opera”. 2005. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2010.

JAFFÉ, A. O simbolismo nas artes plásticas. In: JUNG, C. G. et al. O homem e seus símbolos. 20. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1977. p. 230-271.

JUNG, C. G. Chegando ao inconsciente. In: JUNG, C. G. et al. O homem e seus símbolos. 20. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1977. p. 18-103.

JUNG, C. G. The Psychological Aspects of the Kore. In:______. Aspects of the Feminine. New York: Routledge, 2003. p. 163-188.

KAST, V. Introdução. In: ______. Pais e filhas, mães e filhos: caminhos para a auto-identificação a partir dos complexos materno e paterno. São Paulo: Loyola, 1997a. p. 9-11.

KAST, V. “Não tem sentido algum se esforçar”: complexos e a memória de episódios. In: ______. Pais e filhas, mães e filhos: caminhos para a auto-identificação a partir dos complexos materno e paterno. São Paulo: Loyola, 1997b. p. 31-40.

KAST, V. Filhas atenciosas: o complexo paterno originalmente positivo nas mulheres. In: ______. Pais e filhas, mães e filhos: caminhos para a auto-identificação a partir dos complexos materno e paterno. São Paulo: Loyola, 1997c. p.133-153.

KAST, V. “No fundo, não valho nada”: o complexo paterno originalmente negativo na mulher. In: ______. Pais e filhas, mães e filhos: caminhos para a auto-identificação a partir dos complexos materno e paterno. São Paulo: Loyola, 1997d. p. 195-200.

PELE de Asno. Direção: Jacques Demy. Dreamland (DVDS), 1970. 1 DVD (100 min).

ROSA. In: CHEVALIER, J.; GHEERBRANT, A. Dicionário de Símbolos. 20.ed. Rio de Janeiro: J. Olympio, 2006. p. 788-790.

SILVEIRA, N. Contos de fada. In: ______. Jung: vida e obra. 16. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2001a. p. 105-111.

SILVEIRA, N. Estrutura da psique, inconsciente coletivo. In: ______. Jung: vida e obra. 16. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2001b. p. 63-76.

SILVEIRA, N. Processo de individuação. In: ______. Jung: vida e obra. 16. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2001c. p. 77-90.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: