Espinosa, Marx e a Democracia

Diogo Pires Aurélio

Resumo


A democracia é hoje um regime que se expande através do planeta, ou, pelo menos, se expandiu durante a segunda metade do século XX, e que, além disso, continua a ser reclamado pelos povos que dele se encontram ainda privados, mas que, não obstante, nos países em que já foi implantado, é visto por um número crescente de pessoas como um autêntico logro. Qual o motivo desta dupla e contrastada perceção da democracia? Em boa parte, ela deve-se ao facto de a ideia que lhe está subjacente envolver algo mais do que uma simples questão de regime ou forma política. Ao longo dos séculos, foi praticamente esse o único registo em que a democracia se concebeu e discutiu. Em dissonância com esta tradição formalista, este artigo trata o tema da democracia a partir das obras de Espinosa e Marx.

Palavras-chave


democracia, igualdade, liberdade, Espinosa, Marx

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Estudos Políticos

 

 

 INDEXADORES E BASES:

  

   

 

       

AGÊNCIAS DE FOMENTO: