Liberdade, o único caminho possível

Tamires Maria Alves

Resumo


O romancista Victor Hugo fora figura célebre do século XIX, por aventar, na maioria de suas obras, temas voltados para os direitos humanos e, principalmente, para a abolição da pena de morte. Passou grande parte da sua vida dedicado a essas matérias, de maneira que, além de escrever uma série de livros que tinham a abordagem dessa temática como pano de fundo, como ativista político, também atuava em prol dessas causas. O livro O último dia de um condenado não foge a essas aspirações do autor. Victor Hugo critica, para além da pena de morte, o uso do cadafalso e da guilhotina, cultuados tanto pela aristocracia quanto, posteriormente à Revolução Francesa, pelos jacobinos. O autor fez uso de sua obra e seu prestígio, como portfólio contra os autoritarismos e a discricionariedade racial, étnica e social, atuante no seu tempo e que se mantém em voga, na atualidade.

Palavras-chave


Victor Hugo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/rep.v8i16.39845

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Estudos Políticos

 

 

 INDEXADORES E BASES:

  

   

 

       

AGÊNCIAS DE FOMENTO: