QUESTÃO AGRÁRIA E LUTAS NO CAMPO: EXPERIÊNCIAS E FORMAS DE AÇÃO POLÍTICA EM DEBATE

Autores

  • Jacqueline Aline Botelho Lima Universidade Federal Fluminense
  • Leonilde Servolo de Medeiros Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Resumo

A partir da proibição do tráfico internacional de escravos, resultado da Lei Eusébio de Queirós datada de 1850, a Lei de Terras tornava a terra cativa no Brasil (Martins, 2010), definindo que ela só poderia ser acessada por meio de compra. Com essas leis, o Brasil inicia a longa transição de sociedade escravista para uma sociedade capitalista dependente, continuando o campo (e, em grande medida a sociedade brasileira) sendo palco do poder derivado da forma de propriedade da terra resultante da grande concentração fundiária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jacqueline Aline Botelho Lima, Universidade Federal Fluminense

Professora Adjunta da Escola de Serviço Social da UFF/Niterói. Doutora em Serviço Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Mestre em Políticas Públicas e Formação Humana pelo PPFH/UERJ. Graduada em Serviço Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Pesquisadora Permanente do NEDDATE/UFF. Coordenadora do NEPEC (ESS/UFF)

Leonilde Servolo de Medeiros, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Professora do Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento Agricultura e Sociedade da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (CPDA/UFRRJ) e lá coordeno o Núcleo de Documentação, Pesquisa e Referência sobre Movimentos Sociais e Políticas Públicas no Campo (NMSPP). É um grupo de pesquisa, mas também um núcleo que reúne documentação e a disponibiliza, onde é possível acessar planilhas, com sínteses documentais, para que os interessados saibam o que temos e possam fazer consulta dos documentos in loco.

Referências

COUTINHO, C. N. O Estado brasileiro: gênese, crise, alternativas. In: LIMA, Júlio César F.; NEVES, Lúcia M. W. (orgs.). Fundamentos da educação escolar do Brasil contemporâneo. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2006, p. 173-200.

FERNANDES, B. M. O MST e as Reformas Agrárias no Brasil. Boletim DATALUTA – Artigo do mês: dez. 2008.

FERNANDES, F. A revolução burguesa no Brasil. 5ª. ed. São Paulo: Editora Globo, 2006.

FRIGOTTO, g; CIAVATTA, M; RAMOS, M. Ensino Médio Integrado: concepção e contradição. São Paulo: Cortez, 2005.

MARTINS, J. S. O cativeiro da terra. 9. ed, São Paulo: Contexto, 2010.

RAMOS, M. O projeto unitário de ensino médio sob os princípios do trabalho, da ciência e da cultura. In: Ensino Médio: Ciência, cultura e trabalho. Brasília: MEC, SEMTEC, 2004.

Downloads

Publicado

2022-03-29

Como Citar

Botelho Lima, J. A., & Servolo de Medeiros, L. (2022). QUESTÃO AGRÁRIA E LUTAS NO CAMPO: EXPERIÊNCIAS E FORMAS DE AÇÃO POLÍTICA EM DEBATE. Revista Trabalho Necessário, 20(41), 01-14. Recuperado de https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/53662