O TRABALHO PRODUTIVO DO MÚSICO NAS CASAS DE SHOWS DA LAPA: UM ESTUDO DE CAS0

Luciana Requião

Resumo


Este texto apresenta parte das reflexões contidas na tese intitulada “Eis aí a Lapa...”: processos e relações de trabalho do músico nas casas de shows da Lapa, em que buscamos articular os processos gerais da produção capitalista ao trabalho específico do músico no capitalismo tardio. Tendo como objetivo geral analisar, discutir e compreender os atuais processos e relações de trabalho deste setor produtivo, em específico o trabalho do músico em apresentações ao vivo, procuramos demonstrar que os processos de produção da música não são processos autônomos e que para compreendê-los se faz necessária uma análise do contexto sócio, político, econômico e cultural onde estão inseridos. Por trás de jargões que pregam a democratização do acesso à cultura e o apoio à diversidade cultural observamos, na realidade, um processo de transformação de manifestações culturais em mercadoria, o que torna o trabalho do músico um trabalho produtivo ao capital.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/tn.7i8.p6084

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fontes de Indexação:

  

     logo_livre2.png     https://periodicos.uff.br/public/site/images/zuleidesilveira/REDIB.jpg   

Apoio:

          Resultado de imagem para abec brasil logo             

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Contador de visitas
Contador de visitas

acessos a partir de 21/09/2018.