SUBJETIVIDADE, PROCESSOS CULTURAIS E RELAÇÕES SOCIAIS NA FORMAÇÃO DE IDENTIDADE DOS ADOLESCENTES EM CONFLITO COM A LEI

Rita de Cássia Chaves

Resumo


Este texto é parte revisada e ampliada de um dos capítulos do trabalho de conclusão de curso, apresentado à Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro para a obtenção do título de assistente social e trata da questão da formação da identidade dos adolescentes em conflito com a lei. Para estabelecer as conexões necessárias entre as abordagens teóricas e o campo empírico, são consideradas nesta elaboração as categorias que abrangem o arcabouço entre o universal e singular, conforme Lukács; a subjetividade em Maria A. T. Cassab; a análise histórico-dialética conforme Marx e os conceitos de cultura e senso comum em Gramsci.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/tn.7i8.p6087

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fontes de Indexação:

  

     logo_livre2.png     https://periodicos.uff.br/public/site/images/zuleidesilveira/REDIB.jpg   

Apoio:

          Resultado de imagem para abec brasil logo             

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Contador de visitas
Contador de visitas

acessos a partir de 21/09/2018.