A DIALÉTICA DA ORDEM E DA DESORDEM: TRÊS MOMENTOS DO PRINCÍPIO DE GENERALIZAÇÃO DA EXPERIÊNCIA BRASILEIRA

Mauricio Oliveira

Resumo


O objetivo deste ensaio é a compreensão do crônico subdesenvolvimento brasileiro, principalmente no que diz respeito aos traços essenciais da formação sócio-cultural do nosso país. Como explicar a paradoxal e permanente convivência do arcaico e do moderno ao longo do processo histórico brasileiro? Acreditamos que as obras de Caio Prado Jr., Antônio Cândido e Roberto Schwarz fornecem elementos muito relevantes para o esclarecimento dessa atordoante e peculiar dinâmica, que, ao mesmo tempo em que difere dos modelos europeus de desenvolvimento, é, ela própria, o modo de inserção do Brasil, enquanto país periférico, na ordem capitalista mundial. Veremos, assim, que o caminho do progresso nos marcos do capitalismo, que muitos ainda crêem estar aberto, parece, de fato e de cada vez mais, irremediavelmente fechado.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/tn.8i11.p6118

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fontes de Indexação:

  

     logo_livre2.png     https://periodicos.uff.br/public/site/images/zuleidesilveira/REDIB.jpg   

Apoio:

          Resultado de imagem para abec brasil logo             

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Contador de visitas
Contador de visitas

acessos a partir de 21/09/2018.