A IMPOSSIBILIDADE DA RESSIGNIFICAÇÃO DAS COMPETÊNCIAS NUMA PERSPECTIVA MARXISTA

Daniel Rodrigues

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo confrontar a propositura de formação da força de trabalho sob a lógica do modelo das competências com a perspectiva materialista históricodialética. Educadores, teóricos historicamente comprometidos com a causa emancipatória da classe trabalhadora vêm, com afinco, elaborando a crítica ao modelo dominante de competências e propondo uma ressignificação sob a matriz crítico-emancipatória. No nosso entendimento, esse esforço, mesmo caracterizado como um esforço sério e honesto na disputa pelo termo ‘competência’, é uma tarefa fadada a ser inviabilizada pela própria realidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/tn.6i7.p6146

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fontes de Indexação:

  

     logo_livre2.png     https://periodicos.uff.br/public/site/images/zuleidesilveira/REDIB.jpg   

Apoio:

          Resultado de imagem para abec brasil logo             

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Contador de visitas
Contador de visitas

acessos a partir de 21/09/2018.