POLÍTICAS PÚBLICAS DE QUALIFICAÇÃO, TRABALHO E RENDA NO GOVERNO LULA: UMA ANÁLISE DOS PROGRAMAS VOLTADOS PARA A JUVENTUDE

Autores

  • Jonas Emanuel Magalhães

DOI:

https://doi.org/10.22409/tn.14i24.p9612

Palavras-chave:

Juventude, desemprego juvenil, protagonismo juvenil, qualificação profissional, política nacional de juventude.

Resumo

O artigo aqui apresentado faz um balanço crítico dos programas de qualificação, trabalho e renda e da Política Nacional de Juventude no governo Lula. Traçando o seu histórico, vê-se que o horizonte colocado para a juventude converge para uma perspectiva de adequação ao modelo econômico vigente, em que a garantia do emprego é substituída pela promessa de empregabilidade. Neste contexto, a inserção produtiva dos jovens no mercado de trabalho dependeria da ampliação do seu capital social, do seu empreendedorismo e do investimento nas competências que o mercado valoriza. Por outro lado, reconhece-se que, no governo Lula, inaugura-se um novo marco para as políticas voltadas para a juventude, a partir do surgimento de espaços institucionais em que se fortalece a disputa pela ampliação de direitos para a população jovem, especialmente aquela em maior situação de vulnerabilidade social.

Downloads

Publicado

2016-09-30

Como Citar

Magalhães, J. E. (2016). POLÍTICAS PÚBLICAS DE QUALIFICAÇÃO, TRABALHO E RENDA NO GOVERNO LULA: UMA ANÁLISE DOS PROGRAMAS VOLTADOS PARA A JUVENTUDE. Revista Trabalho Necessário, 14(24). https://doi.org/10.22409/tn.14i24.p9612

Edição

Seção

Artigos