Ação e aprendizagem: o teatro como facilitador da socialização na escola

Mickael Menegheti, Cléria Maria Bueno

Resumo


O presente artigo é um relato de experiência obtida a partir de um trabalho voluntário realizado com crianças de três à sete anos de idade, com oficinas de teatro. Estas atividades tinham, inicialmente, o intuito de socialização destas. Durante as oficinas de teatro, as crianças eram convidadas a participarem de jogos, de dramatizações, leituras compartilhadas e atividades musicais. Os professores notaram melhora no comportamento e na concentração, o que trouxe melhoras para a aprendizagem, sobretudo para a leitura. Baseando esta experiência na teoria de Vygotski, entendemos que o teatro pode agir como facilitador para a leitura, se intermediado pela figura do adulto que funciona como ‘andaime’, amparando-as até que as crianças sejam capazes de executar as ações sozinhas, e com eficiência.

 


Palavras-chave


Zona Proximal; alfabetização; encenação; desenvolvimento cognitivo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: