Freud e a prevenção: um percurso de controvérsias

Beatriz Sernache de Castro Neves, Maria Celina Peixoto Lima

Resumo


O termo prevenção em saúde vem sendo utilizado desde a mudança no paradigma médico com certa frequência dentro e fora do campo da medicina. Entretanto, ao se debater esse conceito fora desse campo, torna-se necessário trazer algumas particularidades em questões atravessadas pelo tempo e espaço em que se dão. Este artigo problematiza a ideia de prevenção no pensamento de Freud. Assim, investigam-se, a partir de uma revisão dos seus escritos, os diversos empregos e concepções que ele faz dos termos prevenção e profilaxia. Com origem nos textos de 1896, passando por outros textos em 1910, 1913, 1926, 1934 até os artigos mais tardios de 1937, destacam-se suas principais elaborações sobre a temática, marcadas por uma flutuação de posicionamentos referentes às possibilidades e limites de uma prática psicanalítica de caráter preventivo. Para auxiliar na articulação utilizamos também escritos de outros psicanalistas sobre o tema, com o objetivo de reatualizar o debate da noção de prevenção em psicanálise.

Palavras-chave


psicanálise; prevenção; profilaxia

Texto completo:

PDF

Referências


CASTEL, Robert. A gestão do risco. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1981.

CULLERE-CRESPIN, Graciella. A clínica precoce: o nascimento do humano. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2004.

FREUD, Sigmund. A sexualidade na etiologia das neuroses (1898). In: SALOMÃO, Jayme (Org.). Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006a. v. 2, p. 55-79. Edição Standard Brasileira.

FREUD, Sigmund. Análise de uma fobia de um menino de cinco anos (1909). In: SALOMÃO, Jayme (Org.). Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006b. v. 10, p. 15-135. Edição Standard Brasileira.

FREUD, Sigmund. As perspectivas futuras da psicanálise (1910). In: SALOMÃO, Jayme (Org.). Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006c. v. 11, p. 143-156. Edição Standard Brasileira.

FREUD, Sigmund. O interesse científico da psicanálise (1913). In: SALOMÃO, Jayme (Org.). Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006d. v. 13, p. 169-192. Edição Standard Brasileira

FREUD, Sigmund. Além do princípio do prazer (1920). In: SALOMÃO, Jayme (Org.). Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006e. v. 18, p. 17-74. Edição Standard Brasileira.

FREUD, Sigmund. A questão da análise leiga (1926). In: SALOMÃO, Jayme (Org.). Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006f. v. 20, p. 181-256. Edição Standard Brasileira.

FREUD, Sigmund. O futuro de uma ilusão (1927). In: SALOMÃO, Jayme (Org.). Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006g. v. 23, p. 15-66. Edição Standard Brasileira.

FREUD, Sigmund. Conferência XXXIV (1933). In: SALOMÃO, Jayme (Org.). Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006h. v. 22, p. 145-166. Edição Standard Brasileira.

FREUD, Sigmund. A análise terminável e interminável (1937). In: SALOMÃO, Jayme (Org.). Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006i. v. 23, p. 231-274. Edição Standard Brasileira.

GOLSE, Anne. De la Médecine de la maladie a la Médecine de la santé. In: ARTIÈRES, Philippe; SILVA, Emmanuel da (Org.). Michel Foucault et la medicine : lectures et usages. Paris: KIMÉ, 2001. p. 273- 300.

JERUSALINSKY, Julieta. Enquanto o futuro não vem: a psicanálise na clínica interdisciplinar com bebês. Salvador: Álgama, 2002.

LAJONQUIÈRE, Leandro de. Sigmund Freud: para uma educação além da pedagogia. Educação Temática Digital, Campinas, v. 8, n. esp., p. 1-19, 2006. https://doi.org/10.20396/etd.v8i0.710

LAZNIK-PENOT, Marie Christine. Poderíamos pensar numa prevenção da Síndrome Autística? In: WANDERLEY, Daniele de Brito. (Org.). Palavras em torno do berço. Salvador: Álgama, 1997. p. 35-51.

MILLOT, Catherine. Freud antipedagogo. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1987.

SCHIMIDT, Gleisson Roberto. Sigmund Freud, da psicoprofilaxia à educação psicanaliticamente esclarecida: um percurso. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 21, n. 48, p. 119-127, 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-863X2011000100014




DOI: https://doi.org/10.22409/1984-0292/v31i3/5642

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: