Cultura popular e educação, uma experiência de visitação ao Museu Casa do Pontal

Autores

  • Lia Calabre Fundação Casa de Rui Barbosa e UFF https://orcid.org/0000-0002-7586-7210
  • Rosely Continho Mestre pela FCRB e professora da rede Municipal de Ensino do Município do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.22409/pragmatizes.v11i20.45577

Palavras-chave:

cultura popular, educação, Museu Casa do Pontal, educação museal

Resumo

A cultura atua como um componente ativo e aliado ao processo de ensino aprendizagem, o que justifica a formação do indivíduo crítico e participativo de uma sociedade. Muito além de gerar condições para a apropriação de conhecimentos em sala de aula, a educação precisa fazer o alinhamento para o debate em torno da atuação do aprendiz em novas experiências culturais. O Museu Casa do Pontal, classificado como um museu de arte popular é um lugar de educação e cultura que colabora positivamente com o processo construtivo dos estudantes. O presente artigo busca contribuir com as reflexões sobre a relação cultura e educação, com a apresentação das experiências de vivências extramuros, especificamente concretizadas a partir da visitação por turmas do ensino fundamental I, de escolas regulares da rede pública do município do Rio de Janeiro ao referido museu. O artigo faz uma rápida abordagem sobre a educação não formal, mostra o espaço do museu, reflete sobre a educação museal com o apoio da arte educação e procede a descrição das situações nas quais os alunos interagem, trocam e experimentam momentos de aprendizagem, prazer e deleite.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lia Calabre, Fundação Casa de Rui Barbosa e UFF

Professora do PPG Memória e Acervos - FCRB e do PPG Cultura e Territorialidades - UFF

Rosely Continho, Mestre pela FCRB e professora da rede Municipal de Ensino do Município do Rio de Janeiro

Professora Regente do Ensino Fundamental I - Rede Municipal de Ensino do Município do Rio de Janeiro especialmente em Turmas de Alfabetização. Mestra em Memória e Acervos – Área de Concentração: Práticas Críticas em Acervos: Difusão, Acesso, Uso e Apropriação do Patrimônio Documental Material e Imaterial pela Fundação Casa de Rui Barbosa. Especialização em Filosofia pela UGF, estudando o Programa de Mattew Lipman e a Filosofia para as crianças. Licenciatura em Pedagogia pela UESA. Extensão: A criança e a Cultura pela PUC-RJ em parceria com a Secretaria Municipal de Educação. Bacharel em Comunicação Social pela UGF. Interesse por métodos e novos recursos pedagógicos para a apropriação da leitura e da escrita (alfabetização).

Referências

ALVES, Rubem. A educação dos sentidos: conversas sobre a aprendizagem e a vida. São Paulo: Planeta do Brasil, 2018. E-book.

BRASIL. Lei 11.904 de 14 de janeiro de 2009. Institui o Estatuto de Museus, e

dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 15 jan. 2009. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Lei/L11904.htm. Acesso em: 21 ago. 2020.

CARVALHO, Cristina; LOPES, Thamiris. O público infantil nos museus. Educ. Real., Porto Alegre, v.41, n. 3, jul./set. 2016; Epub June 07, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2175-62362016000300911#B7. Acesso em: 5 jan. 2020.

CHAGAS, Mario. Diabruras do Saci: museu, memória, educação e patrimônio. Revista Musas, n. 1, p. 134-146, 2004. Disponível em: https://www.museus.gov.br/wp-content/uploads/2011/04/Musas1.pdf. Acesso em: 4 jun. 2019.

CHAGAS, Mario. O seminário regional da Unesco sobre a função educativa dos museus (1958): sessenta anos depois. In: CHAGAS, Mario; RODRIGUES, Marcus Vinicius Macri (org.). A função educacional dos museus: 60 anos do Seminário Regional da Unesco. Rio de Janeiro: Museu da República, 2019, p. 13.

COSTA, Heloisa Helena Fernandes Gonçalves da; WAZENKESKI, Verlaine Fátima. A importância das ações educativas nos museus. Revista de História e Geografia Ágora, v. 17, n. 2, p. 64-73, 2015. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/agora/article/view/6336/4837. Acesso em: 4 jun. 2019.

FREINET, Célestin. Um olhar sobre a práxis Freinetiana: aprendizagem em diferentes perspectivas: uma introdução. 2015. Disponível em: https://educimat.cefor.ifes.edu.br/images/stories/Publica%C3%A7%C3%B5es/Livros/Livro-1-Aprendizado-em-diferentes-perspectivas_2015.pdf#page=116. Acesso em: 10 jan. 2020.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2005.

IBRAM. Instituto Brasileiro de Museus. Caderno da Política Nacional de Educação Museal. Brasília: IBRAM, 2018. 132p. Disponível em: https://www.museus.gov.br/wp-content/uploads/2018/06/Caderno-da-PNEM.pdf. Acesso em: 05 jan. 2020.

IBRAM. Instituto Brasileiro de Museus. Diretrizes para a realização das práticas educativas – EIXO II – PNEM. Disponível em: https://pnem.museus.gov.br/sobre-o-pnem/diretrizes/. Acesso em: 10 jan. 2020.

IPHAN. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Educação Patrimonial. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/343. Acesso em: 21 mar. 2020.

LOPES, Margaret Maria. A favor da desescolarização dos museus. Educação & Sociedade, n. 40, dez. 1991. Disponível em: https://www.sisemsp.org.br/blog/wp-content/uploads/2016/04/A-favor-da-desescolariza%C3%A7%C3%A3o-dos-museus.pdf. Acesso em: 21 set. 2019.

MAE BARBOSA, Ana. Arte, educação e cultura. 2012. E-book. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/mre000079.pdf. Acesso em: 15 nov. 2018.

MASCELANI, Angela. [Entrevista cedida a] Ivan Vieira. A Casa, 10 jul. 2014. Disponível em: http://www.acasa.org.br/biblioteca/texto/514. Acesso em: 15 set. 2019.

MASCELANI, Angela. O mundo da arte popular brasileira: Museu Casa do Pontal. Rio de Janeiro: Mauad. 2009.

MUSEU CASA DO PONTAL. Site institucional Disponível em: http://www.museucasadopontal.com.br. Acesso em: 9 nov. 2019.

POEL, Francisco Van Der. Arte e artista popular. Textos Escolhidos de Cultura e Arte Populares, v. 9, n. 2, 2012.

ROLNIK, Suely. Subjetividade em obra: Lygia Clark artista contemporânea. 2002. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/revph/article/viewFile/10571/7862. Acesso em: 05 jan. 2020.

SISEM-SP. Conceitos-chave da educação em museus. 2016. Disponível em: https://www.sisemsp.org.br/blog/wp-content/uploads/2016/04/Bases-para-a-Pol%c3%adtica-Nacional-de-Museus.pdf. Acesso em: 5 out. 2019.

SOTO, M. Quem educa no Templo das Musas? Reflexões e caminhos ao pensar a formação dos educadores em museus. 2010. Dissertação (Mestrado em 2010) – Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias; Departamento de Arquitectura, Urbanismo, Geografia e Artes, Lisboa, 2010.

Downloads

Publicado

2021-03-01

Como Citar

Calabre, L., & Continho, R. (2021). Cultura popular e educação, uma experiência de visitação ao Museu Casa do Pontal. PragMATIZES - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura, 11(20), 90-108. https://doi.org/10.22409/pragmatizes.v11i20.45577

Edição

Seção

Dossiê 20: Tramas entre cultura e educação