PAULO FREIRE E A ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS:

UMA PERSPECTIVA SOBRE O ANALFABETISMO NA CONTRAMÃO DO PRECONCEITO CONTRA O ANALFABETO

Autores

  • Renato Pontes Costa PUC-Rio
  • José Elesbão Duarte Filho Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC-Rio

Palavras-chave:

Alfabetização de jovens e adultos. Educação de jovens e adultos. Paulo Freire. Educação Popular.

Resumo

O presente artigo apresenta a contribuição de Paulo Freire para o campo da alfabetização. Para tanto faz um histórico de como se produziu, no início do século XX, uma visão preconceituosa contra os analfabetos e como essa visão foi sendo modificada a partir do final dos anos 1950, destacando a presença fundamental de Paulo Freire nesse debate. O texto discute a concepção freiriana de alfabetização, a partir de três aspectos fundamentais: a alfabetização como ato criador do sujeito em processo de aprendizagem; a alfabetização como direito de todos/as e a alfabetização como uma forma de potencializar a leitura de mundo. Na conclusão observa-se a construção da educação popular como um campo epistemológico próprio da américa latina e de como a alfabetização de adultos é herdeira desse legado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Elesbão Duarte Filho, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC-Rio

Bacharel em Direito (2004) e Licenciado em Filosofia (2018) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e atualmente é mestrando em Educação na mesma Universidade. Bolsista FAPERJ – Mestrado Nota 10 (2021).  Integra GEFFOC - Formação de Professores, Currículo e Cotidiano Escolar.

Referências

BARRETO, Vera. Paulo Freire para educadores. 7 ed. São Paulo: Arte & Ciência, 2006.

BEISIEGEL, Celso de Rui. Política e educação popular: a teoria de Paulo Freire no Brasil. 2. ed. São Paulo: Pioneira, 1974.

BEISIEGEL, Celso de Rui. Paulo Freire. Recife: Fundação Joaquim Nabuco; Editora Massangana, 2010. (Coleção Educadores).

DI PIERRO, Maria Clara; GALVÃO, Ana Maria de Oliveira. Preconceito contra o analfabeto. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

FÁVERO, Osmar. Paulo Freire: primeiros tempos. In: VENTORIM, Silvana; CARARO, Marlene de Fátima; OLIVEIRA, Edna Castro de. Paulo Freire: a práxis político-pedagógica do educador. Vitória: EDUFES, 2000.

FÁVERO, Osmar; SIQUEIRA, Elisa Motta de Souza. As fichas de cultura do sistema Paulo Freire: um “ovo de Colombo”. In: GADOTTI, Moacir (org.). Alfabetizar e conscientizar: Paulo Freire, 50 anos de Angicos. São Paulo: Instituto Paulo Freire, 2014.

FREIRE, Ana Maria Araújo. Analfabetismo no Brasil: da ideologia da interdição do corpo à ideologia nacionalista, ou de como deixar sem ler e escrever as Catarinas (Paraguaçu), Filipas, Madalenas, Anas, Genebras, Apolônias e Grácias até os Severinos. São Paulo: Cortez; Brasília: INEP, 1989. (Biblioteca da Educação. Série 1. Escola, 4).

FREIRE, Paulo. Conscientização e alfabetização: uma nova visão do processo. Estudos Universitários: Revista da Universidade do Recife, n. 4, abr./jun. 1963.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1967.

FREIRE, Paulo. Conscientização: teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. São Paulo: Cortez & Moraes, 1979.

FREIRE, Paulo. Educação e atualidade brasileira. 3. ed. São Paulo: Cortez; Instituto Paulo Freire, 2003.

FREIRE, Paulo. Seminário Regional de Educação de Adultos, Recife, 1958. Em Aberto: “Sobre as 40 horas de Angicos, 50 anos depois”, Brasília, v. 26, n. 90, jul./dez. 2013.

GÓES, Moacyr de. De pé no chão também se aprende a ler (1961-1964): uma escola democrática. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1991. (Coleção Educação Contemporânea).

JARA H. Oscar. Educação popular latino-americana: história e fundamentos éticos, políticos e pedagógicos. São Paulo: Ação Educativa, CEAAL, ENFOC, 2020.

NOFUENTES, Vanessa Carvalho. Um desafio do tamanho da nação: a campanha da Liga Brasileira Contra o Analfabetismo (1915-1922). 2008. Dissertação (Mestrado em História) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008.

OLIVEIRA, Marta Kohl de. Jovens e adultos como sujeitos de conhecimento e aprendizagem. Revista Brasileira de Educação, n. 12, p. 59-72, set./dez. 1999.

PAIVA, Vanilda. Educação popular e educação de adultos: contribuição à história da educação brasileira. São Paulo: Loyola, 1973.

SACAVINO, Susana. Direito humano à educação no Brasil: uma conquista de todos/as? In: ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO, 13., Recife, 2006. Anais eletrônicos [...]. Recife, 2006. Disponível em: http://www.dhnet.org.br/dados/livros/edh/br/fundamentos/27_cap_3_artigo_05.pdf. Acesso em: 20 set. 2021.

SOARES, Leôncio. O I Encontro Nacional de Alfabetização e Cultura Popular. In: SOARES, Leôncio; FÁVERO, Osmar. I Encontro Nacional de Alfabetização e Cultura Popular. Brasília: Ministério da Educação; Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade; UNESCO, 2009. (Coleção Educação para Todos, 33).

Downloads

Publicado

2022-02-16

Como Citar

Pontes Costa, R., & Duarte Filho, J. E. . (2022). PAULO FREIRE E A ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: : UMA PERSPECTIVA SOBRE O ANALFABETISMO NA CONTRAMÃO DO PRECONCEITO CONTRA O ANALFABETO . RevistAleph, 1(38). Recuperado de https://periodicos.uff.br/revistaleph/article/view/51561